Publicidade
Botão de Assistente virtual
Opinião Opinião

Professor Nado deixa o Cidadania para assumir Avante estadual

Por Thiago Padilha
Publicado em: 26.11.2021 às 16:00 Última atualização: 26.11.2021 às 18:05

O ex-candidato a prefeito de São Leopoldo Ronaldo Teixeira, o Professor Nado, deixou o Cidadania e está confirmado na executiva estadual do Avante gaúcho. O presidente nacional do partido, Luís Tibé, e o estadual, Anderson Dorneles, o convidaram para integrar a sigla, primeiro como vice-presidente. Em 2022, quando Dorneles concorrer a deputado, caberá a Nado comandar o Avante no Rio Grande do Sul e articular as eleições. Por aqui, o suplente de vereador Henrique Machado ficará responsável pela transição do diretório municipal.

A posse de Nado no Avante estadual deve ocorrer na segunda quinzena de janeiro de 2022, quando o deputado federal mineiro André Janones, fenômeno das redes sociais, virá com a Caravana Avante para o RS. Acompanhado de Vitor Bender, Nado esteve nesta quinta-feira (25) na redação do Jornal VS trazendo esta notícia com exclusividade.

Encontro nacional

Na quinta-feira, Nado esteve reunido com as lideranças do partido em Brasília (foto), que ficaram impressionadas com a capacidade do professor e seu grupo montar uma estrutura partidária, como fez com o Cidadania, quando deixou o PDT.

Motivos da saída

O Professor Nado apontou três motivos para o descontentamento com o Cidadania e que pesaram na sua decisão de deixar o partido: o apoio dos deputados estaduais ao projeto de privatização da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), o posicionamento na questão da derrubada do veto do governador ao homeschooling e a proximidade da nacional com o PSDB para formar uma federação partidária para as eleições do ano que vem.

Raiz trabalhista

O Avante foi fundado em 1989, então como Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB) como dissidentes do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). "O Avante é trabalhista, está crescendo e nos põe no lugar e dá oportunidade de fazer a diferença", explica Nado, lembrando sua trajetória política. Antes do PDT, o professor foi filiado ao PT. "O Cidadania SL foi uma experiência exitosa, que mostra que temos liderança", reitera.

Eleições 2022

De antemão, o Professor Nado já descarta concorrer a qualquer cargo eletivo em 2022, uma vez que estará focado no fortalecimento do Avante no Rio Grande do Sul. Entretanto, para o pleito municipal, em 2024, acredita ser um nome forte, uma vez que "figuras difíceis" não deverão estar no jogo.


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.