Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | São Leopoldo CASO DE POLÍCIA

Duas mulheres são presas e uma adolescente é apreendida por tráfico de drogas em São Leopoldo

Ao todo, foram apreendidos 16 malotes de cocaína, que totalizaram mais de 160 porções da droga

Por Redação
Publicado em: 05.08.2022 às 19:40 Última atualização: 05.08.2022 às 21:28

Equipes da 2ª Delegacia de Polícia (DP) de São Leopoldo prenderam duas mulheres, de 21 e 28 anos, e apreenderam uma adolescente, 17, por tráfico de drogas na manhã desta sexta-feira (5). A ofensiva foi deflagrada na Chácara dos Leões, no bairro Santos Dumont. As prisões e a apreensão ocorreram após monitoramento feito pelos policiais em um ponto localizado na intersecção entre a Rua 1 e a Rua 20.

Mulheres foram capturadas na Chácara dos Leões, bairro Santos Dumont
Mulheres foram capturadas na Chácara dos Leões, bairro Santos Dumont Foto: Polícia Civil
Durante o monitoramento, foi possível realizar a filmagem de várias vendas de drogas. De acordo com a DP, as duas mulheres – uma sem antecedentes, e outra com antecedente por tráfico – realizavam a venda de cocaína na rua. A adolescente, também com antecedente por tráfico, aguardava a droga no lado interno do muro de uma residência e alcançava os entorpecentes para as traficantes conforme a demanda da comercialização.

Após abordá-las, os policiais encontraram drogas enterradas e escondidas do lado interno do muro. Ao todo, foram apreendidos 16 malotes de cocaína, que totalizaram mais de 160 porções da droga, assim como dinheiro em espécie.

Monitoramento do tráfico

De acordo com o delegado Rogério Baggio, “a 2ª DP de São Leopoldo tem realizado monitoramento e deflagrado ações em vários pontos de tráfico da região.” A autoridade lamenta o fato de que na maior parte dos pontos monitorados adolescentes têm participado ativamente da traficância.

“Eles [os adolescentes] são aliciados a desempenhar várias funções, desde a função de olheiro, para dificultar ações policiais, como da própria venda dos ilícitos. São vistos por quem comanda o tráfico como mão de obra barata, por acreditarem que as condutas ficarão impunes.” Por fim, destaca que a DP conta com a cooperação da comunidade para o desenvolvimento das ações.

Após a formalização dos autos, as presas e a apreendida foram encaminhadas à Justiça. A identidade das investigadas não é divulgada devido à Lei de Abuso de Autoridade. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.