Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | São Leopoldo CURSO INTENSIVO

Samu capacita socorristas para uso de motolâncias

Semana de atividades contou com profissionais de todo Estado no curso realizado em São Leopoldo

Por Alecs Dall'Olmo
Publicado em: 27.05.2022 às 03:00 Última atualização: 28.05.2022 às 11:58

Termina nesta sexta-feira (27) um curso intensivo de capacitação para uso de motolâncias. A ação é voltada para socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de diferentes cidades. A atividade, que está ocorrendo nesta semana e está sendo feita na área do Centro de Eventos, no bairro Fazenda São Borja, em São Leopoldo, está sendo ministrada pelo coordenador do Samu leopoldense, Roberto Tyska Bueno.

"A finalidade da iniciativa é de formação dos profissionais para utilização das motolâncias. É fundamental contar com mais profissionais treinados na pilotagem para as ações como as motocicletas. Somos referência, em São Leopoldo e representantes no Sul do Estado para esse curso, pelo Ministério da Saúde, por intermédio do Núcleo de Educação do Estado", destaca Tyska.

Segurança, simulações e vivência de pilotagem no cronograma
Segurança, simulações e vivência de pilotagem no cronograma Foto: Diego da Rosa/GES

Segurança

Segundo ele, trata-se de uma capacitação específica para qualificar e habilitar nas motolâncias, reforçando a equipe do Samu e garantindo ainda mais agilidade no atendimento. Durante o curso são feitas simulações e vivência de pilotagem em diferentes terrenos, tendo sempre em foco a segurança. Tyska reforça que pode agilizar no atendimento de uma ocorrência, por conta da maior facilidade no deslocamento, e também acessar locais mais complexos.

"Não fizemos o curso nos últimos períodos em função da pandemia da Covid-19. Então, agora estamos retomando e enfatizando as ações, com a parceria do Centro de Eventos de São Leopoldo. Nesta edição estamos com 14 representantes de diferentes cidades que vieram praticar a formação do curso de motolância pelo Ministério da Saúde." Entre os participantes estão profissionais das cidades de Taquara, Tramandaí, Tavares, Carazinho e Uruguaiana.

"Esse está sendo nosso primeiro movimento de formação depois das restrições mais severas da pandemia. Pretendemos fazer em breve mais um curso para justamente proporcionar mais um período de treinamentos para qualificar e habilitar", antecipa o coordenador do Samu de São Leopoldo.

Circuito com duas pessoas no veículo também foi realizado
Circuito com duas pessoas no veículo também foi realizado Foto: Diego da Rosa/GES

Recurso de atendimento móvel

Tyska explica que as motolâncias foram implementadas no País pelo Ministério da Saúde em 2008, como mais um recurso móvel disponível para o atendimento rápido. As formações contaram até 2012 com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Brigada Militar. Mas para reforçar temas específicos para a atuação do Samu foi criado o Grupo de Motolância para Atendimento de Urgência (Gmau).

Chamados devem ser feitos pelo telefone 192

Criada em 2007, a base do Samu São Leopoldo conta com quatro motolâncias em operação. Segundo Tyska, o Estado tem 17 bases com motolâncias. A proposta de atendimento no próprio local da ocorrência iniciou nos anos 80 em São Paulo, inspirado no modelo francês de regulação. Outras cidades, como Porto Alegre, também passaram a implantar o serviço móvel de urgência. Em 2003, o Ministério da Saúde nacionalizou o programa. O serviço conta com atendimento 24 horas e pode ser acionado pelo telefone, através do número 192.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.