Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul CLIMA

Massa de ar frio traz um alívio ao calor intenso nos próximos dias

Previsão aponta para dias mais agradáveis a partir de quinta-feira

Por Eduardo Amaral
Publicado em: 26.01.2022 às 08:00 Última atualização: 26.01.2022 às 11:27

Um alívio imediato ao calor chega ao Rio Grande do Sul a partir desta quarta-feira (26). É o que diz a previsão da MetSul Meteorologia. O maior impacto, porém, será sentido a partir de amanhã, quando as temperaturas devem cair até 15°C em relação aos últimos dias.

Massa de ar frio promete dar um alívio ao calor intenso
Massa de ar frio promete dar um alívio ao calor intenso Foto: Inézio Machado/Arquivo-GES

Mas antes da queda nas temperaturas chega a chuva, que embora não venha em grande volume, vai antecipar um fim de semana mais agradável. "Vamos ter primeiro as chuvas e temporais, e aí vem a massa de ar frio e a temperatura vai caindo e sexta, sábado e domingo as manhãs e madrugadas devem ser mais frias", explica a meteorologista da MetSul, Estael Sias.

Entretanto, este não será o fim dos dias de temperaturas escaldantes, já que de acordo com Estael, as ondas de calor seguirão uma constante nos próximos meses de verão. A boa notícia é que, embora a estiagem persista, ela deve ser um pouco mais branda entre fevereiro e março. A previsão é de meses com mais precipitação que, mesmo sem ser capaz de dar fim à estiagem, já trará um alívio aos dias secos registrados neste início de ano.

Recorde em Campo Bom

Reconhecida pelo calor, a cidade de Campo Bom teve um mês histórico. Foi o janeiro mais quente dos últimos 15 anos, com a cidade estando constantemente entre as mais quentes do País. O dia mais quente foi 16 de janeiro, quando os termômetros marcaram máxima de 41°C, sendo naquele dia a quarta temperatura mais alta do Brasil.

Mas este não foi o único dia em que as temperaturas na cidade se aproximaram dos 40°C, já que o município teve vários dias de temperaturas elevadas (veja o gráfico abaixo). Entre 12 e 25 de janeiro, Campo Bom esteve por três vezes entre as dez cidades mais quentes do País.

Janeiro mais quente desde 2006

Com temperaturas na casa dos 40°C, Campo Bom teve um dos janeiros mais quentes da sua história.

Temperatura em janeiro

Calor é aliado para alguns negócios

Embora não tenha figurado entre as cidades mais quentes do País, Novo Hamburgo também viveu dias quentes e a previsão para esta quarta-feira é que os termômetros cheguem aos 41°C. Após isso, a cidade deve seguir a tendência estadual e ver uma redução no calor.

Com o calor, consumo de chopes, cervejas e água aumentou nos bares e restaurantes
Mas se as altas temperaturas chegam a espantar as pessoas das ruas durante o dia, elas são um atrativo para bares e restaurantes durante a noite, quando um chope ou um suco gelado se tornam grande aliados para aliviar a sensação de calor.

Gerente de um restaurante localizado no bairro Liberdade, em Novo Hamburgo, Fábio Rafael Streit, 38 anos, conta que o comportamento dos fregueses mudou com o calor. "Quem normalmente toma um cerveja vai tomar duas, o mesmo com o refrigerante. Também ficam mais tempo, durante o inverno eles comiam e iam embora, agora ficam umas duas a três horas conversando."

Raul Silveira, 34, é proprietário de uma lanchonete que fica a poucos metros do restaurante gerenciado por Streit. O negócio foi aberto há seis meses, e nesses dias de calor, o consumo de água e cerveja aumenta bastante: cerca de 30% em janeiro, segundo o comerciante. "A sede é maior, e como o ar condicionado não dá conta, os clientes acabam vindo no início da noite, sentam para comer e tomar um chope", conta.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.