Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região CRIME ORGANIZADO

Polícia de Goiás faz operação contra o golpe dos nudes no Vale do Sinos

Agentes do centro-oeste vieram com foco em Novo Hamburgo e São Leopoldo nesta quinta-feira, dois dias após equipe de São Paulo cumprir 11 mandados judiciais na região

Por Silvio Milani
Publicado em: 23.06.2022 às 07:14 Última atualização: 23.06.2022 às 17:01

O Vale do Sinos volta a ser foco de operação interestadual contra o golpe dos nudes. Na manhã desta quinta-feira (23), foi a vez da Polícia Civil de Goiás cumprir mandados de busca e de prisão em Novo Hamburgo e São Leopoldo. Taquara, no Vale do Paranhana, também foi alvo, entre outras cidades. Os goianos contam com o apoio do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) do Rio Grande do Sul e da 1ª DP de Novo Hamburgo.

Agora é a Polícia de Goiás que faz operação contra o golpe dos nudes no Vale do Sinos
Agora é a Polícia de Goiás que faz operação contra o golpe dos nudes no Vale do Sinos Foto: Diego da Rosa/GES
Assim como na terça-feira (22), quando policiais civis de São Paulo cumpriram 11 mandados e prenderam uma mulher por fazer vítimas naquele estado, nesta quinta outros suspeitos foram acordados em casa. O balanço da operação deve sair no fim da manhã.

Mulher é alvo em Novo Hamburgo

Desta vez, uma das principais procuradas é moradora do bairro Vila Diehl, em Novo Hamburgo. A Polícia goiana levantou que a mulher de 39 anos é personagem importante do golpe.

Delegacias clandestinas de Canudos alertaram o País

A descoberta de duas delegacias clandestinas no bairro Canudos, em 27 e 29 de abril, pela 1ª DP de Novo Hamburgo, abriu frentes de investigação em vários cantos do País. Nos gabinetes policiais cenográficos, foram gravados vídeos e simulados documentos públicos para extorquir homens que fizeram o chamado “sexo virtual” com garotas ficíticas.

Tanto é que nas falsas delegacias, instaladas em prédios das ruas Sapiranga e José Aloísio Daudt, havia banners da Polícia Civil de São Paulo e Goiás, por exemplo. Porém, na maioria das vezes, os golpistas se passavam por agentes gaúchos. A suspeita é que a facção Os Manos, do Vale do Sinos, esteja por trás da “‘sextorsão” e já tenha faturado milhões com o esquema.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.