Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região DECISÃO

Justiça afasta gestora do Hospital Universitário de Canoas

Com o afastamaneto da FUNAM, a casa de Saúde será administrada, provisoriamente, por uma Comissão de Intervenção criada pela prefeitura

Por Felipe Uhr
Publicado em: 27.05.2022 às 19:08 Última atualização: 27.05.2022 às 19:53

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) determinou nesta sexta-feira (27) o afastamento da Fundação Educacional Alto Médio São Francisco (FUNAM) da administração do Hospital Universitário (HU). A decisão da 2ª Vara Cível de Canoas acata o pedido de tutela feito pela Procuradoria-Geral do Município, através de Ação Civil Pública ajuizada para afastar imediatamente os dirigentes da entidade, que fazia a gestão da casa de saúde deste janeiro deste ano.

Decisão da 2ª Vara Cível de Canoas acata o pedido de tutela feito pela Procuradoria-Geral do Município
Decisão da 2ª Vara Cível de Canoas acata o pedido de tutela feito pela Procuradoria-Geral do Município Foto: Paulo Pires/GES-Arquivo
Pelos próximos 30 dias, o HU será administrado por uma Comissão de Intervenção a ser criada pela Prefeitura de Canoas. Farão parte da Comissão Juceila Dall'Agnol, Assessora Superior do Núcleo Jurídico, Ana Macedo, secretária Adjunta da Saúde e Luis Davi Vicenzi, Secretário da Fazenda.

Em nota, a Prefeitura afirmou que o período pode ser prorrogado até que seja concluído um novo processo de licitação, que definirá a nova entidade que assumirá a gestão do Hospital. A Prefeitura afirma que para não parar os atendimentos à população irá utilizar a estrutura de recursos humanos e administrativos da Funam, mantendo práticas operacionais neste primeiro momento.

"Tomamos esta decisão extrema, mas necessária, para garantir o atendimento à população canoense. A partir de agora a Comissão Interventora estará trabalhando intensamente para colocar a situação do HU em dia”, ressaltou o Procurador-Geral do Município, Cesar Palma, no documento. 

A reportagem fez contato com a direção da Funam e com a Secretaria da Saúde de Canoas, mas até a publicação não teve retorno.


Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.