Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região CENÁRIO DA TRAGÉDIA

Veja como era o interior da Boate Kiss em reconstituição 3D anexada ao processo

Material interativo elaborado por equipe da UFSM foi incluído pelo Ministério Público entre as provas do caso. Julgamento começa em 1º de dezembro

Por Matheus Chaparini
Publicado em: 17.11.2021 às 16:42 Última atualização: 17.11.2021 às 16:45

Uma simulação em 3D que reproduz o interior da Boate Kiss, antes da tragédia que vitimou 242 pessoas em 2013, em Santa Maria, foi anexada ao processo pelo Ministério Público (MP). O trabalho, desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), foi apresentado na manhã desta quarta-feira (17), em coletiva de imprensa convocada pelo MP. (Veja no vídeo abaixo).

O trabalho foi coordenado pela antropóloga argentina Virginia Susana Vecchioli, especialista em antropologia do Direito, que é professora da UFSM. Ela descreveu o interior da boate como um “labirinto”.

Caso Boate Kiss - Coletiva de imprensa do Ministério Público. Antropóloga Virginia Susana Vecchioli, professora da UFSM
Caso Boate Kiss - Coletiva de imprensa do Ministério Público. Antropóloga Virginia Susana Vecchioli, professora da UFSM Foto: Divulgação MPRS

Virgínia já atuou em outra reconstrução interativa, de um centro de extermínio utilizado pela ditadura argentina. O material foi utilizado como prova em um processo contra os algozes, realizado em 2021.

A reconstrução virtual da Kiss teve como base um trabalho de escaneamento digital do interior do local realizado em 2013 pelo Instituto de Criminalística da Polícia Civil do Distrito Federal.

“Uma equipe de colegas e estudantes da UFSM trabalharam por meses lendo e revisando a íntegra do processo. Todos os documentos, todas as fotografias e vídeos, todo esse material foi catalogado e foi criada uma base de dados.”

O material foi elaborado com base nas provas do processo. A equipe analisou milhares de fotos e vídeos que mostravam detalhes do cenário antes da tragédia. Entre elas estavam imagens publicadas por frequentadores em outros eventos. Durante a coletiva de imprensa, foi apresentado um percurso por todos os ambientes da boate.

O julgamento do caso inicia no dia 1º de dezembro, no Tribunal de Justiça, em Porto Alegre. Os quatro réus - os sócios da casa noturna, Elissandro Spohr e Mauro Hoffmann, o músico Marcelo de Jesus dos Santos e o produtor musical Luciano Bonilha Leão - respondem por homicídio simples de 242 pessoas e tentativa de homicídio de outras 636, que ficaram feridas.

Confira as imagens da reconstituição 3D apresentada na coletiva. Assista a partir de 1h5:

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.