Publicidade
Notícias | Região Agronegócio

Produtor cultiva pomares de manga em Ivoti

Cultivo é facilitado pela localização da área, e a colheita, que já começou, tem duração de três semanas. As frutas são comercializadas na Ceasa

Por Débora Ertel
Publicado em: 23.02.2021 às 06:00

Propriedade fica na localidade de Nova Vila e tem microclima favorável à cultura da fruta tropical, que não tem produção expressiva no Rio Grande do Sul por causa das baixas temperaturas Foto: Prefeitura de Ivoti/Divulgação
A Cidade das Flores também tem investido na diversificação de culturas. Tanto que o prefeito de Ivoti, Martin Kalkmann, decidiu ver de perto o pomar de mangas cultivado pelo produtor Frederico Kehl, 56 anos, na localidade de Nova Vila. Na propriedade de 17 hectares, dois são exclusivos para a cultivo de mangas, com uma produtividade de nove toneladas por hectare.

O agricultor tem um hectare em produção, que foi plantado há mais de 10 anos, e outro hectare começando a produzir, esse com três anos. Além de manga, a família planta abóboras, laranjas e batata doce. As mangas são comercializadas na Central de Abastecimento (Ceasa), na capital, e tem garantido uma boa rentabilidade.

Segundo Kehl, faz 25 anos que ele decidiu plantar mangas. A ideia surgiu depois de conversar com produtores de Caxias do Sul, cidade onde há uma variedade grande de frutas cultivadas.

A colheita, que é anual, começou no início do mês e deve durar três semanas. "A nossa manga é doce e bonita, igual à que vem da Bahia", garante. De acordo com ele, o cultivo exige cuidados e a utilização de várias técnicas de manejo.

Conforme o engenheiro agrônomo da Emater de Ivoti, Felipe Pereira Dias, é importante acompanhar de perto a diversificação de culturas como maneira de garantir a qualidade e valorizar a agricultura familiar.

Segredo é o microclima

O agrônomo Felipe Pereira Dias explica que não é comum o cultivo de mangas no Rio Grande do Sul, porque a fruta é de clima tropical e precisa de calor. No caso da propriedade de Kehl, existe a formação de um microclima, com muita luminosidade e sem formação de geada. "Como é em uma coxilha, a orientação solar é perfeita para isso", comenta.

De acordo com Dias, a produção no Estado ocorre de forma aleatória, em locais semelhantes aos de Ivoti, onde, em um pequeno espaço, há condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento da manga.

O principal produtor da fruta no Brasil é São Paulo, seguido do Estado da Bahia, com safra de vai de agosto a dezembro.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.