Publicidade
Notícias | Região Amenizando a bandeira

Prefeitos da região sinalizam flexibilização de decretos nesta semana

São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Esteio, Portão e Capela de Santana foram classificadas na bandeira vermelha do Estado, pela sétima semana

Por Jean Peixoto
Publicado em: 02.08.2020 às 21:59

A expectativa de que as regiões de Novo Hamburgo e Canoas progredissem da bandeira vermelha para a laranja, sinalizada pelo governo do Estado durante a semana passada, foi frustrada na última sexta-feira (31). Pela sétima semana consecutiva, os municípios de cobertura do Jornal VS - São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Esteio, Portão e Capela de Santana - permanecerão na classificação de risco alto do Modelo de Distanciamento Controlado do Estado.

Flexibilizações à vista

O prefeito de São Leopoldo, Ary José Vanazzi, foi pego de surpresa pela permanência da região na bandeira vermelha. Na sexta-feira, o chefe do Executivo capilé afirmou que a expectativa era de que o Estado classificasse o Município na bandeira laranja. "Tínhamos convicção de que ficaríamos na (bandeira) laranja", frisa. Ele explica que tem dialogado com diversos setores da sociedade e estuda flexibilizações que viabilizem a retomada do comércio, mas ressalta que haveriam condições para esse afrouxamento das restrições. "A nossa ideia é que as empresas façam a testagem dos funcionários para que posamos ter esse retorno com todo o cuidado". Conforme o prefeito, as novas medidas podem vir já no decreto desta terça-feira.

Ao contrário de Vanazzi, o prefeito de Sapucaia do Sul, Luis Rogério Link, não ficou surpreso com a permanência na bandeira vermelha, uma vez que os leitos da UTI Covid-19 do Hospital Municipal Getúlio Vargas (HMGV) permanecem lotados. No entanto, após reunião com a CDL sapucaiense, ele também decidiu afrouxar as regras. Após um mês de fechamento aos finais de semana, no último sábado e domingo, dias 1º e 2 de agosto, o comércio sapucaiense pôde atender no modelo take-away.

Dia dos Pais no radar

Uma das principais datas para o faturamento do comércio, a chegada do Dia dos Pais também acendeu o alerta para a necessidade de flexibilizações entre os prefeitos. "Seguimos falando que a situação tem se agravado em todas as cidades, mas também precisamos cuidar da sobrevivência da nossa economia local", pontua Vanazzi. Ele sublinha que pretende pleitear uma liberação gradual, para que o movimento nas lojas não se intensifique de uma vez só.

O prefeito de Portão, José Renato das Chagas (Renatinho), comenta que o município segue no aguardo da resposta do Estado sobre o ofício encaminhado pela Associação dos Municípios do Vale do Rio dos Sinos (Amvars) solicitando flexibilização das regras para o comércio. Ele comenta que a proposta consiste em permitir que restaurantes atuem, além do modo take-away, com à la carte e prato feito.


Esteio pede volta para bandeira laranja

Em suas redes sociais, o prefeito de Esteio, Leonardo Pascoal, manifestou seu descontentamento com a permanência na bandeira vermelha. O município é um dos 34 que encaminharam pedidos de reconsideração de bandeira ao governador Eduardo Leite. Em sua publicação, Pascoal destacou a melhoria dos indicadores da região de Canoas - que comporta Esteio, Sapucaia, e Capela de Santana - e afirmou que há erro no número de mortes. "Ficamos a apenas 0,1 da laranja, há erro no número de óbitos lançados, adotamos diversas ações regionais, dos 11 indicadores em 07 ficamos abaixo da vermelha obtivemos o melhor índice desde 13/06 (48 dias)."

A Covid-19 nas cidades da região do VS

São Leopoldo

2.799 casos

30 internados

2.206 recuperado

63 mortes

Sapucaia do Sul

1.070 casos

22 internados

760 recuperados

30 mortes

Esteio

646 casos

26 internados

444 recuperados

29 mortes

Portão

278 casos

4 internados

153 recuperado

5 mortes

Capela de Santana

29 casos

8 internados

19 recuperados

0 morte

Total na região

4.822 casos

90 internados

3.582 recuperado

127 mortes

* Dados cruzados entre prefeituras da região (com atualizações até sábado, já que no domingo não está sendo feita a contagem nos municípios) e Secretaria de Saúde do RS até as 20 horas de ontem (fechamento desta edição impressa)

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.