Publicidade
Notícias | Mundo Mundo

ONU condena uso 'excessivo' da força em protestos na Colômbia

No total, 18 civis e um policial morreram desde o início dos protestos contra a reforma tributária, em 28 de abril

Publicado em: 04.05.2021 às 08:43 Última atualização: 04.05.2021 às 08:50

Protestos na Colômbia Foto: UN Human Rights / Twitter / Reprodução
A Organização das Nações Unidas (ONU) condenou o "uso excessivo da força" na Colômbia contra as manifestações contrárias a uma reforma tributária, que deixou pelo menos 19 mortos. "Estamos profundamente alarmados com os acontecimentos ocorridos na cidade de Cali, na Colômbia, na noite passada, quando a polícia abriu fogo contra os manifestantes que protestavam contra a reforma tributária, matando e ferindo várias pessoas, segundo as informações recebidas", declarou em Genebra a porta-voz do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Marta Hurtado. Marta também lançou um apelo à calma antes de um novo dia de protestos. As informações são do portal UOL.

Marta também lançou um apelo à calma antes de um novo dia de protestos, previsto para quarta-feira. "Nosso escritório na Colômbia está trabalhando para verificar o número exato de vítimas e estabelecer as circunstâncias desses terríveis incidentes em Cali", disse.

No total, 18 civis e um policial morreram desde o início dos protestos contra a reforma tributária, em 28 de abril, segundo balanço da Defensoria do Povo. O Ministério da Defesa divulgou, por sua vez, 846 feridos, entre eles 306 civis.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.