Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Gramado EM INTERROGATÓRIO

'Vontade era de cortar a cabeça delas', disse preso por atacar mulheres com machadinhas

Agressor de 21 anos foi indiciado pela Polícia Civil por triplo homicídio tentado e qualificado; crime aconteceu após festa em Canela

Por Mônica Pereira
Publicado em: 05.08.2022 às 03:00 Última atualização: 05.08.2022 às 13:48

O homem que atacou três mulheres com duas machadinhas e um canivete na saída de uma festa em Gramado, no dia 18 de julho, foi indiciado pela Polícia Civil por triplo homicídio tentado e qualificado – por motivo torpe, com recurso que dificultou a defesa das vítimas e pela condição de serem mulheres, o que caracteriza tentativa de feminicídio.

Armas apreendidas com homem indiciado por atacar mulheres em saída de festa em Gramado
Armas apreendidas com homem indiciado por atacar mulheres em saída de festa em Gramado Foto: Polícia Civil
O agressor de 21 anos foi preso no dia 22 de julho, após causar graves lesões nas jovens, com idades entre 25 e 26 anos. Duas delas são moradoras de Canela, e a outra de Novo Hamburgo. A vítima do Vale do Sinos precisou ser internada no Hospital São Miguel. Elas foram atingidas em diversas partes do corpo, inclusive no pescoço.
O delegado de Gramado, Gustavo Barcellos, que é o responsável pela investigação, conta que o homem não explicou os motivos de estar com as armas no local, mas confirmou que estava "plenamente consciente" no momento das agressões, apesar de ter ingerido bebidas alcoólicas.

Durante o interrogatório, ele afirmou que estava com raiva porque foi agredido pelas vítimas, após se recusar a ficar com uma delas. "Na versão das jovens, ele tentou agarrar e beijar a força uma delas. Houve então uma discussão e um desentendimento. Depois, ele voltou e partiu para a agressão", destaca o delegado. "Ele disse que a vontade dele era cortar a cabeça delas", completa.

Até este caso, o indiciado não tinha nenhuma ocorrência policial e trabalhava em uma empresa tradicional da cidade.

Nos próximos dias, o proprietário da boate também será ouvido. Um dos pontos ainda a ser apurado é onde estavam guardadas as armas, já que o indivíduo disse que ficaram no guarda-volumes do estabelecimento em uma mochila. A informação não foi confirmada em depoimento pelos dois seguranças do local.

O que está praticamente descartado é o envolvimento de mais pessoas no crime.

Reivindicou objetos

Em janeiro deste ano, uma mochila com uma machadinha, um soco inglês, dois canivetes e outros objetos foi encontrada e deixada na delegacia. Na ocasião, o indiciado reivindicou os materiais. “Ele disse que tinha esses objetos para defesa pessoal, mas não tinha intenção de agredir ninguém. Ele solicitou a devolução, mas foi negada. Somente os canivetes, que eram pequenos, foram devolvidos”, esclarece Barcellos.

Objetos foram encontrados em mochila em janeiro
Objetos foram encontrados em mochila em janeiro Foto: Polícia Civil

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.