Publicidade
Cotidiano | Viver com saúde Pós-parto

Emagrecer com saúde enquanto curte o amor de um filho

Dependendo de quantos quilos a mamãe ganhou na gestação, se consegue amamentar, se consegue fazer exercícios físicos e como cuida de sua alimentação, ela pode voltar ao peso anterior em até um ano

Por Adriana Lima
Publicado em: 03.08.2020 às 03:00 Última atualização: 03.08.2020 às 15:30

Cuidados com a alimentação e a atividade física devem ocorrer antes, durante e depois da gestação Foto: Adobe Stock


Sim, é possível voltar ao corpo anterior à gestação, mas demanda paciência e força de vontade - já começamos esta matéria com uma palavra de ânimo da nutricionista Michele Parisotto para aquelas que acham que nunca mais vão "caber" naquele jeans. É claro que a prioridade destas mulheres é aquele ser lindo (ou seres lindos) que nasceu, mas o autocuidado também é fundamental, em prol da autoestima e da saúde. "Vai depender de quantos quilos a mãe aumentou na gestação, se está conseguindo dar de mamar, prática de exercícios físicos e da alimentação. Levando todos esses fatores em consideração, a mãe consegue retornar ao peso pré-gestacional em torno de 6 meses a 1 ano", conta.

Ah, mas meu metabolismo mudou com a gestação... "Sim, o metabolismo aumenta para a produção de leite, o que facilita a perda de peso e consequentemente ajuda a queimar o excesso de gordura que o corpo acumulou para a época da amamentação. A tendência é ele próprio consumir aquilo que armazenou", conta Michele.

E não é mito: amamentar ajuda a eliminar o peso extra da gravidez. "Isso acontece porque o ato de amamentar, induz a produção de um hormônio chamado ocitocina, que provoca a contração do útero e estimula seu retorno ao tamanho normal. Sem contar que o aleitamento materno consome cerca de 500 a 700 calorias por dia, ou seja, o mesmo que a prática de uma hora de corrida, por exemplo", detalha. E contra a flacidez pós-parto? "A dieta deve priorizar proteínas (ovos, carnes magras, feijão), aliadas a uma alimentação balanceada e exercícios que diminuem a flacidez, como aeróbicos."

Retorne com foco

Michele Parisotto, nutricionista e especialista em emagrecimento Foto: Divulgação
Michele explica que a volta às atividades físicas após o parto deve ser com orientação profissional e foco na alimentação. "Exercícios leves podem ser iniciados após 30 dias de parto normal e 50 dias de cesárea, mas depende da liberação do obstetra. A mãe deve priorizar no cardápio alimentos ricos em água (frutas), proteína (carnes, ovos e leite), antioxidantes (frutas e vegetais) e em ferro (carnes e leguminosas) sempre acompanhados de alimentos ricos em vitamina C, como as frutas cítricas. A dieta deve ser balanceada e conter todos os grupos de alimentos, principalmente o cálcio. No geral, não há restrições alimentares, exceto em casos especiais, como alergias e patologias específicas. Nos casos de mães que tiveram um quadro de risco na gravidez, como aquelas que desenvolveram diabete gestacional, devem ser acompanhadas e receber um tratamento individualizado, para garantir aporte energético, sem que este eleve muito a glicemia", destaca.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.