Publicidade
Cotidiano | Gourmet Gourmet

Época de pinhão, sopas e risotos: confira receitas deliciosas

Aproveite um dos alimentos mais queridos deste período do ano para preparar pratos deliciosos de inverno

Por Marcelo Kenne Vicente
Última atualização: 26.06.2020 às 13:55

Sozinho ou acompanhado, o pinhão é uma boa pedida para esta época Foto: Adobe Stock
Falou-se em junho e festa junina falou-se em pinhão, nome dado à semente da árvore araucária, também conhecida como pinheiro-do-paraná ou pinheiro brasileiro. Esse alimento é uma tradição em todo o Sul do Brasil, desde a época em que a região era habitada somente pelos povos indígenas. É possível consumir o pinhão de várias formas: assado na chapa, cozido, sozinho ou como componente de sopas, risotos, bolos, tortas, doces, etc. E como se trata de um alimento versátil, pode-se elaborar uma receita mais robusta aliando-o a outros ingredientes.

Inspirados por este período de fartura de pinhão e pelas temperaturas frias do inverno que chegou, convidamos o chef de cozinha e coordenador do Curso de Gastronomia da Universidade Feevale, Daniel Vicente Bonho, para orientar nossos leitores a preparar uma sopa de moranga com pinhão e um risoto de pinhão.

Sopa de moranga cabotiá com pinhão

Rende: 3 a 4 porções. Tempo de preparo: 50 minutos Foto: Adobe Stock
Por chef Daniel Vicente Bonho

Ingredientes
• 250g de pinhão descascado, cozido e picado
• 800g de moranga cabotiá descascada
• 60g de bacon (2 colheres de sopa)
• 180g de linguiça fresca (1 peça de tamanho médio)
• molho de cebolinha
• 1 cebola média
• 3 dentes de alho
• 6 fatias generosas de queijo colonial
• noz-moscada a gosto
• sal e pimenta-do-reino a gosto

Pré-preparo
• Micropique a cebola, o alho e o bacon, com a intenção de fazer uma pasta.
• Remova a pele da linguiça fresca e espedace.
• Pique a cebolinha.
• Corte a moranga em cubos.

Modo de preparo
• Em uma panela ainda fria, adicione a pasta de bacon e alho. Quando o alho começar a dourar, insira a linguiça fresca e o pinhão descascado, cozido e picado. Refogue por cerca de 5 minutos, sempre mexendo.

• Adicione a moranga, cubra o conteúdo da panela com água e depois coloque a tampa. Deixe cozinhar em fogo baixo até a moranga ficar macia. Caso seja necessário, vá jogando água quente aos poucos para finalizar o cozimento.

• Quando a moranga amaciar, com o auxílio de uma concha ou colher, esmague-a (não processe o preparo) e ajuste a textura com água (sugestão: tente deixar como uma papinha de criança). Inclua o sal e condimente com noz-moscada e pimenta-do-reino.

• Desligue o fogo e misture as fatias de queijo.

• Sirva em um prato fundo, acompanhado de um vinho merlot da Serra Gaúcha e uma fatia de pão de fermentação natural.

Risoto de pinhão

Rende: 2 a 3 porções. Tempo de preparo: 25 minutos Foto: Adobe Stock
Por chef Daniel Vicente Bonho

Ingredientes
• 250g de arroz para risoto (prefira o tipo carnaroli)
• 100g de manteiga
• 2 dentes de alho
• 150g de queijo colonial
• 80g de queijo parmesão
• molho de manjericão
• xícara de azeite de oliva
• 1 xícara de pinhão cozido e triturado
• 1 litros de caldo de legumes
• taça de vinho branco

Modo de preparo
Pesto de pinhão:
• Em um liquidificador, triture o alho com as folhas de manjericão e o azeite. Lembre sempre de utilizar a função pulsar para manter o pesto verde.

• Em uma tigela bowl, adicione o pinhão e o pesto e reserve.

Risoto:
• Comece aquecendo o caldo de legumes e micropicando a cebola.

• Quando o caldo estiver quente, pegue outra panela e aqueça. Após a panela também esquentar, adicione uma colher de manteiga, baixe o fogo e refogue a cebola até ficar transparente.

• Adicione o arroz e toste o grão por alguns segundos. Quando o grão tiver
um aspecto perolado, inclua o vinho branco e deixe evaporar.

• Após evaporar, acrescente o caldo quente até cobrir o arroz e mexa sem parar.

• Adicione caldo sempre que necessário e, após cerca de 15 minutos ou o arroz estiver al dente, desligue o fogo e coloque os queijos e a manteiga. Quando completamente misturado, adicione o pesto de pinhão.

• Sirva com um vinho Riesling, da Serra Gaúcha. E lembre-se do ditado italiano que diz que o arroz não espera.

É gostoso e saudável

• O pinhão é rico em calorias, podendo ser útil no aporte energético de trabalhadores,
atletas e jovens em fase de crescimento.
• Contém fibras, o que auxilia na prevenção de doenças intestinais.
• Conta com minerais importantes para o organismo: potássio, cobre, zinco, manganês, ferro, magnésio, cálcio, fósforo, enxofre e sódio.
• É rico em ácidos graxos linoleico (ômega 6) e oleico (ômega 9), contribuindo na redução do colesterol no sangue.

Fonte: Emater

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.