Blog Arquibancada

A exigência do PC, os ganhos e perdas no grupo, demissão no Pelotas e a Confraria

.

Particularidades marcam a gestão da atual comissão técnica aimoresista nesta Copa Seu Verardi. Desde o perfil dos treinamentos, do relacionamento com os atletas ao nível de exigência. Ocupo este espaços desde 2016, mas acompanho a situação Índia de perto há pelo menos dez anos. Não me recordo de algo semelhante. PC de Oliveira falou ontem, retratou uma espécie de estagnação do grupo. Esta preocupação, em minha leitura, é vista de maneira positiva. Mesmo com a melhor campanha da competição até o momento, PC compreende que nos matas a régua subirá. As facilidades podem se manter nas quartas, dependendo do adversário, mas se a obsessão envolve o título, o trabalho preventivo é algo fundamental. A comissão está muito atenta a este detalhe. PC exige a constante evolução e tem cobrado dos atletas. Importante.

Em alta nas movimentações

Os três primeiros dias da semana foram de bola rolando. Desta forma, já é possível enxergar alguns destaques. Jorge Pedra pede passagem, Germano oferece intensa alternativa para a lateral esquerda, em caso de ausência de Márcio Goiano. O recém contratado Eder também demonstra potencial.

Perdendo espaço

Willian Gaúcho seria o substituto automático do lesionado Régis, mas a verdade é que não tem oferecido grande performance. O centroavante Rhainer, suplente, parece deslocado. Não tem demonstrado grandes esforços para brigar com Matheus. Há boatos inclusive de retorno ao Bangu.

Técnico demitido em Pelotas

Felipe Endres não é mais técnico do Pelotas. Um comunicado oficial foi informado pela página oficial do clube. A equipe está em terceiro no grupo A. O técnico não resistiu depois de perder para o Bagé, no sábado, por 2 a 0, no Pedra Moura. A direção deve oficializar o novo comandante hoje.

Confraria Índio Capilé

Na segunda-feira, ocorrerá mais uma Confraria Índio Capilé. O encontro será na Donatta Pizzeria (Rua Osvaldo Aranha, 1113), às 19h30, ao custo de R$ 28,90. Os homenageados serão o ex-jogador Mauro  Garibaldi e a Escola João Carlos Von Hohendorf pela premiação no documentário “Aimoré contigo ninguém acaba”.

A liderança praticamente garantida, as opções à saída do capitão e o documentário Índio

.

O Brasileirão de Aspirantes será decidido entre Internacional e Grêmio, nos dias 7 e 13 de outubro. Por isso, os duelos da dupla tiveram algumas mexidas. No caso do Inter, foram adiantados. Dessa forma, o Colorado, que venceu o Novo Hamburgo por 2 a 0, igualou os 16 pontos do Índio capilé, mas com dez gols a menos de saldo. Mesmo com dois jogos a menos, o Aimoré, assim, se manteve na ponta do grupo B da Copinha. Ou seja, o time leopoldense já é, virtualmente, o líder do chaveamento antes mesmo das partidas diante de Novo Horizonte e Real, que fecham a primeira fase.

Sem o capitão

Na quinta-feira passada, o volante e capitão aimoresista Régis, saiu mais cedo do treinamento. Com entorse no joelho, o atleta foi retirado e logo passou a conter o inchaço com uma bolsa de gelo. O resultado do exame realizado foi divulgado nessa segunda-feira. O jogador teve uma ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho direito. O atleta ficará pelo menos seis meses sem atuar. Mais detalhes na matéria.

As opções

Sem o atleta, abre uma lacuna para a liderança do grupo e também no meio de campo. A faixa, quando Régis é substituído, normalmente fica com o zagueiro Pablo. Creio que seja natural que assuma a função. Já entre os onze, Willian Gaúcho, pela continuidade, deve ser o escolhido. Na mesma função, tem ainda o jovem Jorge. Há ainda a possibilidade de uma mudança de esquema, abdicando dos três volantes e adicionando mais um homem de meio, que poderia ser Leandro Canhoto, por exemplo. Dessa forma, o time atuaria em sistema semelhante ao apresentado no Gauchão desta temporada.

Documentário Índio

A Escola Hohendorff realizou documentário acerca do Aimoré, intitulado Contigo Ninguém Acaba. A produção que contou um pouco da história do clube com personagens que rodeia esta trajetória foi premiada. O conteúdo foi o vencedor da categoria Documentário do festival Primeiro Filme. O concurso é promovido pelo Ministério da Cidadania e produtora Prana Filmes. Para acessar o vídeo realizado pela escola Capilé, basta acessar o link bit.ly/2nT03U6.

Próximo jogo aimoresista é adiado, semanas para trabalhar e detalhes do Gauchão 2020

.

O Aimoré volta a campo somente daqui a duas semanas. Com cinco clubes no grupo, um sempre folga, portanto, neste fim de semana será a vez do Índio. A equipe, dessa forma, terá bastante tempo para descansar e, ao mesmo tempo, ajustar questões da preparação. Será tempo para alinhar os atletas mais desgastados e os que menos têm atuado. É o período que todos os treinadores sonham em ter. O jogo, que ocorreria no dia 5, de acordo com a FGF, passou para o dia 6 de outubro. Na data, os aimoresistas enfrentarão o Novo Horizonte, de Esteio, às 15 horas, na Arena Cruzeiro.

Bom pra trabalhar

A cobertura esportiva no interior nos permite algumas coisas que, hoje, são praticamente impossíveis próximo aos grandes clubes. Enquanto os treinos ocorrem, é possível conversar com alguns atletas e tirar informações interessantes. Dos papos com os jogadores neste momento de Copa Seu Verardi, sobram elogios ao trabalho realizado. Um dos motivos, que pode ser óbvio mas no futebol é determinante, é o fato dos salários serem pagos regularmente. Ainda, infelizmente, é algo incomum. Esta organização e também o planejamento não só tem atraído os boleiros como tem incentivado os que estão vinculados a permanecerem. É um detalhe determinante e que, por vezes, não aparece.

Merecendo oportunidades

Saindo dos bastidores, retorno para o futebol para tratar das impressões que se repetem nos recentes treinamentos. Projetando o possível time misto ou totalmente reserva para as últimas duas rodadas da primeira fase, enxergo um ganho de espaço para alguns. Meia Natan, Leandro Canhoto e Eder (caso tenha a situação regularizada), certamente atuarão. A dupla de zaga reserva (Renato e Douglão), que foi titular no Gauchão também.

Só no congresso

Em grupos de futebol do interior, o papo acerca da fórmula para o Gauchão 2020 tem sido frequente. Depois de entrevistas com o integrante da CBF e eterno presidente da FGF, Francisco Noveletto, alguns indícios foram revelados. A princípio, dupla GreNal e clubes que estão na Série B iniciariam somente na segunda fase. Entrei em contato com a FGF para tentar ter alguma antecipação, mas a verdade é que a ordem segue a mesma. A definição deve ficar para o fim de novembro, quando ocorrerá o congresso técnico do estadual.

Mateada Tricolor

No próximo domingo, o Grêmio enfrenta o Fluminense, pelo campeonato Brasileiro, a partir das 16 horas. Uma hora antes, no GT Essência Campeira, Piquete da Feitoria, na Rua Otto Daudt, 831, o papo gremista já fará o esquenta para o duelo. O Consulado Feminino Gremista realizará a Primeira Mateada Tricolor de São Leopoldo. A partir das 15 horas, os torcedores azuis, preto e branco poderão chegar ao local.

Time pronto para ser campeão, reações constatadas, versatilidade e respostas

.

Um recorte fora de contexto pode utilizar de maneira maldosa qualquer comentário dito de maneira antecipada. Esse título de tópico numa desclassificação aimoresista, poderia me colocar descredibilizar. Mas mesmo entendendo a possibilidade destes oportunismos num futuro de adversidades ao Índio, grafo que, de fato, o Aimoré está pronto para disputar esse título da Copa Seu Verardi. Maduro, tranquilo e rígido no cumprimento das tarefas, o time de PC de Oliveira tem ofertado repertório e isso é muito importante.

Nova adversidade

Assim como no duelo diante do Novo Hamburgo, no Estádio do Vale, na rodada anterior, o Aimoré saiu na frente e sofreu empate. Nas duas oportunidades, manteve a frieza e buscou naturalmente a vitória. Não digo que tenha chegado aos gols posteriores de maneira fácil, mas houve uma manutenção de concentração e confiança na metodologia de trabalho. Com alternações de lado e repetição das triangulações "ensaiadas" a consequência foi o balançar das redes.

Afirmações

Ainda que a equipe de aspirantes do Internacional não tenha gigantesca qualidade, é dotada de grande estrutura e normalmente exige dos interioranos. Este peso é o alicerce para o argumento à evolução Índia. Ao mesmo tempo, vale o reforço a alguns jogadores que têm mantido o nível de atuação e angariando ainda mais confiança para a sequência.

Versatilidade dos médios

O triângulo defensivo do Aimoré conta com o cabeça de área Régis, no lado esquerdo Germano e no direito, Sampson. Os volantes de flanco, intitulados médios por PC de Oliveira, são as principais virtudes do esquema. Eu já comentei sobre a possibilidade de abrir mão de um para a entrada de Leandro Canhoto, mas esta forma deve ser valorizada também. Obviamente que a manutenção se sustenta devido à facilidade ofensiva dos dois. São atletas que os analistas de desempenho chamam de box-to-box, que seria exemplificado pelo colorado Edenilson. É a versatilidade e qualidade física que possibilita recompor no início do campo e aparecer como surpresa no terço final.

Ataque vertical

Um placar com dois gols de diferença normalmente impõe certo resguardo aos times. Claro que não posso ignorar a fragilidade dos oponentes, mas a verdade é que o Aimoré tem mantido, no ímpeto, as vocações de seus atletas. PC dá liberdade, ou seja, não amarra os jogadores para preservar vantagem. Dessa forma, estamos com a possibilidade de contemplar o melhor de cada um. Calbergue tem visão de jogo e um poderio técnico importante. Anderson Canhoto contribui com a velocidade vertical. E Matheus Rodrigues, com nove gols em seis jogos, é um fenômeno que o Cristo Rei não contemplava há bastante tempo. É um camisa nove muito completo.