VOLTAR
FECHAR

Av. Joo Corra, 1017 - Centro - So Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

Blog Arquibancada

Luto no Vale pela perda de Radaeli, apresentao ndia, mexida na Copa e Confraria do Saci

.

Na madrugada do domingo (14), o ala hamburguense Pablo Yago Radaeli, 22, atleta do Passo Fundo Futsal, acabou falecendo em retorno (acidente com a delegação do clube) de jogo válido pela Liga Gaúcha de Futsal. Além de jovem, Pablo vinha numa crescente, era o artilheiro da equipe e recentemente integrou a seleção gaúcha da modalidade. Sou amigo pessoal da família Radaeli, mas mesmo que não fosse aproveitaria o espaço para registrar, mais uma vez, meus sentimentos à fatalidade ocorrida. É uma perda irreparável em um momento que ele colhia o fruto do esporte, que tanto motiva gerações. O luto chega também neste lado do rio.

Do cotidiano do esporte

Acidentes no trânsito envolvendo delegações esportivas, infelizmente, não são incomuns. Tivemos há dez anos a tragédia com o ônibus do Brasil de Pelotas, a queda do avião da Chapecoense, somando fatores que levam ainda mais preocupação aos trajetos que todos clubes realizam. A logística, muitas vezes pela economia (tem todo um custo a manutenção do clube num hotel, por exemplo), oferece esses riscos. Muito triste o ocorrido. Espero que não tenhamos que repetir notícias como estas. Fica o legado do qualificado homem dentro e fora de quadra. Novamente, solidariedade à família Radaeli!

Apresentação Índia

Voltando a São Leopoldo, o Aimoré se apresentou na tarde de ontem. Nomes experientes presentes e muitas apostas. Talvez seja a maior incógnita dos últimos tempos, até pelo fato do comando de PC de Oliveira, uma ousadia interessante da direção Índia. Estou curioso para acompanhar os primeiros treinamentos.

Mexida na tabela da Copinha

Ainda não foi oficializado pela Federação Gaúcha de Futebol, mas pelo que comentam na imprensa interiorana, o Brasil de Farroupilha desistiu de disputar a Copinha. Durante o Congresso Técnico, foi dito que um clube desistente poderia ter o descenso estadual decretado assim como impossibilidade de integrar competições da FGF por dois anos. Resta aguardar para ver se será cumprido. Assim, o Brasil que recém foi vice-campeão da Terceirona e, assim, obteve a subida à Divisão de Acesso, teria de retornar para a terceira. Casualmente, o Caxias teria acionado que teria interesse em estar na Copa Seu Verardi. Poderia preencher a vaga deixada.

Confraria do Saci

A noite desta terça-feira (16) será de encontro colorado em São Leopoldo. A Confraria do Saci ocorrerá no Restaurante Bonna Pasta, na Rua São Paulo, 450, Centro da cidade. O valor do buffet será de R$00. O encontro marcará a continuidade da campanha do agasalho organizado pelos torcedores do Internacional. De acordo com o presidente Sírio Seibert, são solicitados agasalhos para distribuição em entidades da cidade.

Grupo ndio para o incio da Copa Seu Verardi, quem chega depois e os pequenos riscos

.

Ao fim da tarde desta quarta-feira (10), o gerente de futebol Lucas Kunrath, anunciou outros dois nomes para o Aimoré. Hoje, de acordo com o membro do futebol Índio, outros nomes devem ser revelados, levando em conta a necessidade de goleiros e também homens de frente. De acordo com Kunrath, segunda-feira, na apresentação, o grupo deverá ter cerca de 18 atletas.

Com vínculo aimoresista

Lembrando que, estão com vínculo Capilé os seguintes nomes: Renato (zagueiro), Pablo (zagueiro), Darlan (zagueiro), André (zagueiro), Douglão (zagueiro), Márcio Goiano (lateral esquerdo), Jean Rodrigues (lateral direito), Diego Superti (lateral direito), Germano (volante), Sampson (volante), Régis (volante), Mardley (volante), Willian Gaúcho (volante), Gabriel Rossetto (atacante), Leandro Canhoto (meia), Anderson Canhoto (extrema), Matheus Lagoa (extrema) e Natan (extrema).

Chegam depois

Vale lembrar que destes nomes relacionados acima, alguns só chegarão no decorrer da competição. Douglão, Sampson e Leandro Canhoto estão no Juventus, que disputa a Segundona Catarinense. A primeira fase da competição terá rodada no dia 18 de agosto. Ou seja, as três peças virão somente após esta data. O mesmo ocorre com Renato, que está no Ypiranga de Erechim, na Série C do Campeonato Brasileiro. A primeira fase se encerra no dia 25 de agosto. De lá, mas agora é apenas uma suposição, poderão vir outros nomes como Marco Antônio e Henrique Ávila, que são identificados com o Índio. Mas isso ocorreria somente no decorrer da Copinha.

Análise prévia

Não quero ser repetitivo, mas a confecção desse grupo para a Copa Seu Verardi tem seguido as recentes escolhas aimoresistas. São norteadas por uma mescla que leva em conta nomes identificados, com boa trajetória somados a algumas apostas, levando em conta também o pensamento de quem chega ao clube sob uma outra visão de futebol, mercado e de meio de jogadores. Creio que essa refrigeração seja o ponto mais interessante para esta nova partida. E claro, também valorizo o trabalho feito pelo departamento de futebol, num momento de dificuldade financeira e de atrativos nacionais em alguns rivais. Foi um trabalho delicado para esculpir esse grupo.

Os pequenos riscos

A obsessão Índia é a chegada à final para herdar vaga à competição nacional. Essa situação não mudou, apesar da insatisfação do presidente Ronaldo Vieira com empresariado capilé. Foram poucos os que abraçaram este novo projeto. De qualquer forma, o laboratório Copinha me parece interessante. Essas peças como Jean Rodrigues, Mardley, Willian Gaúcho e Natan, podem funcionar na competição do segundo semestre. Agora, se fosse para uma composição estadual, creio que seria arriscado. De qualquer forma, vamos aguardar para ver o que pode ser colhido.

 

Regulamento da Copinha, clssicos garantidos, o nvel da disputa e a torcida Gren

.

Quatro chaves com cinco clubes. Um desclassificado em cada grupo e sorteios a partir dos mata-matas. Esses são os detalhes da Copinha que inicia no dia 11 de agosto. Eles estão todos na matéria principal do esporte local desta terça-feira (9). O que pode ser pontuado inicialmente é o importante interesse dos clubes em estar na Copinha, mas ao mesmo tempo, o dilema da FGF em adequar as disputas para que todos os clubes possam integrar o certame. No mínimo inusitado desclassificar apenas um de cada grupo. Além de vaga à Série D e Copa do Brasil, a competição busca ofertar algum calendário aos interioranos.

Dois clássicos garantidos

O 90o clássico do Vale foi totalmente aimoresista no Gauchão 2019. O 4 a 2 ainda é recordado pelos Índios, que estavam há dois anos sem enfrentar o principal rival. Pois nesta primeira fase, teremos outros dois. Há ainda a possibilidade de reencontro nos mata-matas. Uma grande notícia para o futebol da região. Espero que, de alguma forma, as direções consigam promover os duelos. É preciso retomar essa rivalidade sadia e readicionar esse momento aos torcedores locais. Pode ser uma boa oportunidade para fidelizar novos apreciadores e promover uma boa prévia para 2020.

Nível da disputa

Ainda é cedo para afirmar se teremos uma Copinha de grandes emoções. Muitos clubes ainda não demonstraram suas caras pra a competição, portanto está praticamente tudo em aberto. Largam na frente Pelotas, Avenida e o próprio Aimoré, que já se movimentam para garantir boas peças. São os mais interessados na premiação.

Gramado Índio

Além do Aimoré, Doze Horas e União Harmonia mandarão seus jogos no Estádio do Cristo Rei. Com o momento financeiramente delicado, a direção Índia enxerga no movimento uma forma de obter mais cifras para os cofres. É compreensível, mas também um desafio para a manutenção do bom estado do gramado Capilé. Ele se encontra em ótima condições, mas como estará depois de pelo menos 12 jogos na primeira fase?

Torcida para o Grená

A bola ainda nem rolou e os times que disputarão a Copinha já possuem uma expectativa. Ela se chama Caxias. A equipe da Serra sequer estará na disputa, mas por dois jogos, o Grená poderá se classificar à série C do Campeonato Brasileiro. Caso isso se confirme, o Noia deve herdar vaga à série D 2020, conquistada no Gauchão 2019. Assim, o Anilado seria um clube a menos na busca pela vaga nacional. Ela seria Índia, mas com as duas derrotas nas quartas do estadual para o próprio Caxias e, a eliminação hamburguense com uma vitória sobre o Inter, a equipe do Vale ultrapassou a do Cristo Rei na classificação.

 

Recorrida ndia a Iju, a mescla, cautela e os atrativos para os atletas neste semestre

.

O bom momento do Caxias, as buscas e investimentos do Pelotas e também o anúncio do Avenida em prol da participação na Copinha obrigaram o Aimoré a fazer manobras diferentes. Dentre esse plano B, está o São Luiz, que foi semifinalista do Gauchão e não atua no segundo semestre. Dessa base de experiência, atletas são provenientes de Ijuí. Saída interessante e nomes consistentes até o momento, como Márcio Goiano e Pablo. Para a Série D, o Avenida usufruiu dos garimpos Índios, agora, é a vez aimoresista de buscar noutro clube.

Mescla e apostas

Esses dois nomes fazem a frente desse pacote de reforços iniciais. Em meio a ele, têm outras peças como o próprio Germano e Matheus Lagoa que têm boa qualidade e experiência. Natan e o lateral Jean Rodrigues são apostas interessantes, na tentativa de criar alguma identificação e moldar um atleta que não tenha grande peso salarial. Retornos de Superti e André entregam também jogadores com boa regularidade e que podem ser utilizados sem comprometimento de esquema. Amostragem inicial é interessante, dada a forma com que o mercado se posicionou ao clube.

Cautela nas negociações

Torcedores têm me procurado com frequência nos últimos dias. Na semana passada, principalmente, o nervosismo tava grande, após a "perda" de possíveis reforços. A verdade é que a direção Índia está vacinada por recentes baixas. No ano passado, o meia Alexandre, do Avenida, estava apalavrado com o clube e chegou a ser anunciado como uma contratação certa, mas acabou não fechando. Mesmo com acertos verbais e pré-contratos enviados, os anúncios não são repassados. A expectativa naturalmente aumenta, mas o procedimento tem sido aguardar as assinaturas.

Atrativos aos atletas

Nesse período de mercado, em que muitos clubes se movimentam para contratar para a Copinha e reforçar para as séries B e C, toda estratégia é necessária. Os atletas, que muitas vezes contam com melhores salários somente no início das temporadas, tentam nessa época segurar os períodos de assinaturas para conseguir adicionais. Os anúncios aimoresistas, em algumas vezes, podem também servir como atrativos a atletas que pretendem se juntar a projetos se enxergarem potencial no projeto.

Seminário Índio

A direção aimoresista segue realizando campanha para o 1° Seminário "Pensando o Futuro do Aimoré". O encontro está previsto para o dia 13 de julho, das 9 às 13 horas, na sede da AFCEE (RUa São João, 1320). A entrada será de R$30 (com café incluído) e tratará dos assuntos futebol no 2º semestre, patrimônio do clube e planejamento para 2020. Uma boa oportunidade para os torcedores e interessados no clube para conhecer e discutir os planos da gestão.

 

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS