Publicidade
Acompanhe:
Opinião | Cláudio Brito Opinião

APAC em Novo Hamburgo

Por Cláudio Brito
Última atualização: 12.02.2020 às 09:39

Sou um entusiasmado defensor do método APAC de execução penal. O ponto de partida é o engajamento da sociedade, com a constituição de uma entidade dedicada à recuperação e reintegração social das pessoas condenadas a penas privativas de liberdade. APAC não é somente a sigla de uma Associação de Proteção e Assistência aos Condenados, que responde pelo sistema e aplicação de um programa estribado em doze pontos fundamentais: participação da comunidade, apenados ajudando a outros apenados, trabalho, religião, assistência jurídica, assistência à saúde, valorização humana, integração da família, trabalho voluntário, reintegração social, conquistas de benefícios por mérito e a jornada de libertação em Cristo.

Novo Hamburgo já tem a associação que implantará e será mantenedora de um estabelecimento penal vinculado ao método que tem oferecido os melhores resultados de reintegração e recuperação de condenados em nosso país. Há uma esperança de instalação da nova casa prisional em 2021, o que dependerá da aprovação de uma lei municipal, entre outras etapas a serem vencidas. Falo do projeto apresentado pela vereadora Tita, do PP, autorizando a construção de um presídio com essas características na área urbana de Novo Hamburgo. Espero a aprovação do projeto que nos permitirá experimentar o método APAC, mesmo que seja discutível que pudesse o município ter aprovado a legislação que hoje impede a construção de presídios na área urbana da cidade. Outro debate, agora desnecessário, pois são outros os objetivos de hoje.

Enquanto isso, vamos acompanhar o trabalho da APAC hamburguense, presidida por Lisandra Müller, sempre atuante e disposta a expor como funciona uma APAC e quais os resultados pretendidos. Posso dizer que os números futuros serão amplamente positivos, pois não há motivos para imaginarmos que aqui não vá dar certo um sistema tão vitorioso em outros Estados, marcadamente em Minas Gerais.Vai ser assim também em nossa região, tenho certeza.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.