Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Rio Grande do Sul Mobilidade

Metroplan sugere unificação do transporte metropolitano com o de Porto Alegre

Proposta, no entanto, foi rejeitada pelo prefeito da capital e pela Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal)

Última atualização: 14.02.2020 às 09:15

Prefeito Nelson Marchezan Júnior em reunião com Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) Foto: Jefferson Bernardes/PMPA
A Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan) sugeriu às associações de municípios a integração do sistema de transporte coletivo da região metropolitana com o de Porto Alegre. O assunto, delicado, tem sido discutido desde o início da semana e, nesta quinta-feira (13), foi tema de reunião na prefeitura da capital gaúcha. 

O encontro foi proposto pelo prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, para também discutir a proposta de mudanças no transporte da capital. A reunião teve a participação de prefeitos da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal), que rejeitaram a proposta sugerida pela Metroplan e também parte da proposta do prefeitura da capital que prevê a criação de um pedágio para veículos que não são da capital. O projeto da Metroplan, no entanto, ainda deverá ser apresentado de forma mais detalhada pelo órgão.

O presidente da Granpal e prefeito de Cachoeirinha, Miki Breier, parabenizou Marchezan pela disponibilidade em ouvir os prefeitos vizinhos e, principalmente, pela coragem de trazer o assunto para o debate. Breier afirmou que a entidade concorda com a prefeitura sobre a necessidade de criar uma tarifa para os aplicativos.

“A mobilidade urbana é uma preocupação de todos e, na próxima reunião da associação, vamos propor uma discussão mais técnica sobre o assunto. Precisamos avançar neste tema. Somos contrários ao pedágio para quem não mora em Porto Alegre, porque esta é uma medida que iria onerar o cidadão”, observou.

Número de usuários nos ônibus urbanos de Porto Alegre caiu e prefeitura considera revisão no funcionamento do sistema Foto: Joel Vargas/PMPA

Projeto em discussão

Em agosto do ano passado, o governo do Estado, através da Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios e Metroplan, assinou com a prefeitura de Porto Alegre um protocolo de intenções, onde estudos mostram que muitos coletivos oriundos de cidades vizinhas entram em Porto Alegre com poucos ou quase nenhum passageiro, o que resulta em prejuízo para o trânsito e encarece o preço das passagens.

Para implantação da Operação Integrada, segundo a Metroplan, está sendo desenvolvido um plano operacional de integração das linhas de ônibus, o plano econômico-financeiro-jurídico da Câmara de Compensação Tarifária Integrada Municipal e Metropolitana e o plano de controle da bilhetagem e informação ao usuário.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.