Publicidade
Notícias | Região Contra o coronavírus

Prefeitura de Canoas fecha lar de idosos que funcionava de forma irregular

Lar da Fraternidade, no bairro Niterói, agia de forma negligente, com irregularidades nas condições sanitárias, segundo a administração municipal. Três idosos morreram de Covid-19 no local na última semana, conforme apontamento da Secretaria Municipal de Saúde

Publicado em: 19.09.2020 às 11:07 Última atualização: 19.09.2020 às 13:59

Lar da Fraternidade foi fechado por fiscais da Vigilância em Saúde Foto: PMC/DIVULGAÇÃO
A Prefeitura de Canoas fechou o Lar da Fraternidade na tarde desta sexta-feira (18). A Instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI), que funcionava no bairro Niterói, agia de forma negligente com irregularidades nas condições sanitárias, descumprindo as normas municipais, tendo em vista a higienização precária e prontuários desabastecidos. Três idosos faleceram em decorrência da Covid-19 somente na última semana, sem qualquer aviso à administração municipal, segundo apontamento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Desde março, quando a pandemia do novo coronavírus chegou ao Estado e a Canoas, a Secretaria de Saúde adota um Plano de Contingência para as ILPIs. Entre o que foi determinado, está a obrigatoriedade da comunicação dos casos positivos e óbitos por Covid-19 à Vigilância Epidemiológica para o monitoramento da Atenção Básica e Vigilância Sanitária, o que não foi feito pelo Lar da Fraternidade, de acordo com a SMS.

No dia 14 de agosto, o projeto Corona Zero, executado em parceria com o Rotary Club de Canoas, examinou 44 idosos e funcionários com testes do tipo RT-PCR na instituição. Do total, 33 pessoas tiveram resultados negativos, cinco foram positivadas e outras seis ainda aguardavam o definição do exame. No dia seguinte à divulgação dos resultados, a Vigilância e a Diretoria da Pessoa Idosa, em parceria com o Conselho Municipal do Idoso, compareceram ao abrigo para a fiscalização. O Lar da Fraternidade foi notificado para a adequação e o cumprimento à obrigatoriedade de notificação em casos de suspeitos, confirmados ou óbitos de idosos por coronavírus.

Contudo, durante a última semana, agentes da Vigilância em Saúde identificaram, através de apuração, pelo menos três óbitos na instituição, ao cruzar os dados das vítimas registrados nos hospitais da cidade e conversar com parentes das vítimas. Já na sexta-feira, a equipe voltou ao local e observou que nenhuma adaptação exigida havia sido garantida, o que obrigou obrigando a Vigilância a fechar o estabelecimento. Todos os idosos que lá residiam, foram direcionados por servidores da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS) até os familiares mais próximos, após serem examinados por profissionais da Clínica de Saúde do Idoso e testados para o novo coronavírus. Nenhum resultado positivo foi registrado.

As informações divulgadas pela administração municipal já foram passadas ao Ministério Público (MP), que receberá nos próximos dias o relatório completo para que sejam tomadas providências legais quanto aos responsáveis técnicos da instituição.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.