Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Região Boas ações

Voluntários plantam mais de dez mil orquídeas na ciclovia de Campo Bom

Conforme a Fundação Cultural, mais de 400 pessoas participaram do mutirão organizado nesta sexta-feira (8)

Por João Victor Torres
Última atualização: 08.11.2019 às 21:56

Frohlich foi um dos 402 voluntários a participar da ação no município Foto: João Víctor Torres/GES-Especial
Engajar a comunidade para embelezar um dos pontos mais emblemáticos de Campo Bom. Ao longo de sete quilômetros da ciclovia campo-bonense, que foi a primeira da América Latina, mais de 400 voluntários se reuniram em 44 grupos para plantar mais de dez mil orquídeas, que é a flor símbolo do município. A proposta foi encampada pela Fundação Cultural de Campo Bom e ocorreu nesta sexta-feira (8). A atividade contou com a participação de escolas municipais, CTGs, associações de bairro, clubes de serviço, entidades e empresas locais.

De acordo com uma das coordenadoras da ação e secretária-executiva da Fundação, Magda Della Nina, o Mutirão das Orquídeas superou as expectativas de arrecadação das mudas. "Algo muito bonito desta proposta foi que conseguimos envolver pessoas de várias idades. Desde crianças aos idosos. Isso demonstra o espírito voluntário e de amor que a comunidade tem pela cidade", avalia.

Além do volume que em breve deverá florir num dos mais belos cartões-postais da cidade, um novo mutirão será organizado num curto espaço de tempo. Há alguns meses, a Fundação Cultural executou ações semelhantes com pequenos grupos em determinados trechos da ciclovia.

Quem também acompanhou o trabalho executado por parte das quatro centenas de voluntários foi o prefeito Luciano Orsi. “É uma atividade realmente muito interessante para a cidade. Temos esta preocupação com o meio ambiente, mas quando a sociedade se engaja e nos ajuda, temos um resultado tão expressivo como este”, comemora o chefe do Executivo campo-bonense.

Agente de trânsito e entusiasta. Este é Raul Francisco Frohlich, 53 anos, que ao lado da família já cuidou ou plantou de 500 árvores na cidade. Acompanhado de amigos e parentes, foi um dos tantos moradores que resolveu aproveitar a sexta-feira de uma forma diferente. “Queremos arborizar o município. Como aqui faz muito calor, comecei a perceber que faltavam árvores. Estamos batalhando para conscientizar as pessoas, e estamos conseguindo, com um passo de cada vez, levar isto a frente”, destaca.

Fundação Cultural de Campo Bom

A Fundação Cultural de Campo Bom é uma entidade privada, sem fins lucrativos, mantida por ações voluntárias. Foi criada em maio de 1998 para apoiar pessoas, instituições e o Poder Público no desenvolvimento de ações em benefício de uma vida cultural dinâmica e qualitativa em Campo Bom. Os integrantes, todos voluntários, são divididos em departamentos com objetivos específicos. O grupo que lidera o mutirão é ligado ao Patrimônio Histórico e Cultural.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.