Publicidade
Notícias | Especial Coronavírus Pandemia

São Leopoldo edita decreto e flexibiliza o funcionamento de estabelecimentos comerciais

No entanto, todos os estabelecimentos comerciais considerados não essenciais devem continuar fechados

Por JEAN PEIXOTO
Última atualização: 30.06.2020 às 08:54

São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Esteio, Portão e Capela de Santana seguem na bandeira vermelha Foto: Paulo Schaefer/Especial
No mesmo dia em que o Município chegou à marca de mil casos confirmados de Covid-19, a Prefeitura de São Leopoldo editou o decreto que estabeleceu a situação de calamidade pública na cidade. Assinado pelo prefeito Ary Vanazzi, na noite de ontem (29), o decreto n° 9605/2020 estende as medidas de contenção à pandemia até o dia 7 de julho e flexibiliza o funcionamento de estabelecimentos comerciais na cidade.

CONTEÚDO ABERTO | Leia todas as notícias sobre coronavírus

O texto publicado na tarde de segunda-feira autoriza o funcionamento de barbearias e salões de beleza, durante a semana, com limitação de 30% de ocupação conforme o Plano de Prevenção Proteção Contra Incêndios (PPCI). Nos estabelecimentos, o atendimento deve ser exclusivo e individualizado por agendamento e com distância minima de dois metros entre os clientes .

As academias de ginástica também foram beneficiadas com as novas medidas. A partir de hoje, o limite de ocupação das academias passa a ser de um cliente a cada 25 metros quadrados de espaço. As aulas conjuntas podem ocorrer apenas para coabitantes, também obedecendo o protocolo de higiene.

Conforme o decreto, ao acessar o estabelecimento, cada cliente deverá receber um borrifador com álcool líquido 70% e de pano ou papel toalha, para que o mesmo limpe a estrutura ou aparelho após a utilização. A cada troca de turno ou horário, o estabelecimento deverá providenciar a limpeza de todas as estruturas ou aparelhos utilizados pelos clientes.

No entanto, todos os estabelecimentos comerciais considerados não essenciais devem continuar fechados. A Prefeitura também reitera a obrigatoriedade do uso de máscaras e a proibição da utilização de espaços públicos como praças e parques.

Mais de mil casos

Com os 45 testes positivos confirmados ontem, São Leopoldo chegou a mil casos e também começou a semana registrando mais duas mortes por Covid-19. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, dos mil diagnósticos positivos, 321 permanecem com o vírus ativo. Outros 663 pacientes já estão recuperados. De acordo com a Prefeitura, foram realizados 4.288 testes na cidade, sendo 2.840 negativos. Outros 215 são considerados suspeitos e aguardam o resultado dos exames. A área reservada para a Covid-19 no Hospital Centenário tinha, até a tarde de ontem, 19 pacientes internados: seis deles em leito de UTI.

Reunião com entidades

Uma maior flexibilização é cobrada pelas entidades e, hoje, uma nova reunião deve ocorrer entre dirigentes da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia (Acist), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindilojas e a Prefeitura. O presidente da Acist, Siegfried Koelln, adianta que um dos assuntos a serem tratados deve ser a sugestão da entidade sobre o espaçamento de início das atividades pelos profissionais e finalização do expediente.

“A área produtiva não pode mais ser penalizada. Hoje o que vemos é que mesmo com o comércio fechado tem muita gente na rua. Por isso são necessárias outras medidas.” O presidente da CDL, Olinto Menegon, lamenta a nova semana com bandeira vermelha. “Os lojistas estão desesperados. Precisamos trabalhar.”

A Covid-19 na região do VS

São Leopoldo: 1.000 casos, 19 internados, 663 recuperados, 16 mortes.

Sapucaia do Sul: 316 casos, 4 internados, 240 recuperados, 10 mortes.

Esteio: 230 casos, 17 internados, 128 recuperados, 8 mortes.

Portão: 89 casos, 3 internados, 35 recuperados, 1 morte.

Capela de Santana: 4 casos, 4 internados, 1 recuperado, 0 morte.

Total na região: 1.589 casos, 47 internados, 1.067 recuperado, 35 mortes.

* Dados cruzados entre prefeituras da região e Secretaria de Saúde do RS até as 20 horas de segunda-feira (29). 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.