Publicidade
Acompanhe:
Esportes | Novo Hamburgo Após eliminação

Noia quer aproveitar parada para voltar forte no Gauchão

Anilado teve boa atuação diante da Ponte Preta apesar da eliminação na Copa do Brasil, e agora planeja escapar do rebaixamento no Estadual

Por Gustavo Henemann
Última atualização: 14.02.2020 às 18:06

Capitão Itaqui, do Noia, se destacou contra a Ponte Preta Foto: Adilson Germann/ECNH
A eliminação na Copa do Brasil já é página virada no Novo Hamburgo. Depois da queda para a Ponte Preta na primeira fase do torneio nacional, na quinta-feira (13), o Noia volta todas as suas atenções para sair da lanterna do Campeonato Gaúcho. Após assumir o time no início da semana e em três dias tentar ajustar o Anilado para a Copa do Brasil, o técnico Ben Hur Pereira terá agora cerca de 15 dias para implementar sua filosofia de futebol e tirar o time da incômoda zona de rebaixamento à Divisão de Acesso.

Após o jogo do meio da semana, o treinador avaliou a partida e projetou os trabalhos visando a recuperação do time no segundo turno. "Dentro do limite, nós fizemos um bom jogo. Temos muitas coisas para acertar, muitas movimentações que vamos fazer, mas a minha ansiedade não poderia passar por cima do cansaço dos atletas em três turnos de trabalho. O foco, após a folga do fim de semana, serão os treinos a partir de segunda-feira para chegarmos forte em Pelotas", afirmou Ben Hur, já com o pensamento no primeiro jogo da Taça Francisco Novelletto diante do Brasil-Pel, no domingo, 1º de março, fora de casa.

A direção do Noia trabalha com a possibilidade de trazer até dois reforços para a sequência do Gauchão. "Já mapeamos algumas situações, mas não está fácil", afirmou Ben Hur Pereira. Segundo os dirigentes anilados, a principal dificuldade é buscar atletas para apenas 45/50 dias de trabalho.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.