Publicidade
Esportes | Aimoré Trabalho interno

Aimoré tem contratos suspensos, redução do grupo e aguardo por uma data oficial

Remodelação organizacional é a estratégia para manter o Índio com chances no estadual 2020

Por Matheus Beck
Última atualização: 20.05.2020 às 12:36

Meia Wagner é um dos centros técnicos do grupo aimoresista Foto: Fernando Campos/C.E. Aimoré

"Quando a Federação Gaúcha de Futebol estipular uma data, 15 dias antes retomamos os treinos", tem grafado o presidente Ronaldo Vieira, em meio aos períodos de aprovações de definições no Gauchão 2020. Desde a pausa na competição devido à pandemia do novo coronavírus, o dirigente aimoresista tem se desdobrado para cumprir os compromissos com atletas e manter uma base para o restante da competição, aprovada de maneira unânime e com alterações no regulamento na semana passada, em reunião com representantes de todos os clubes. O Aimoré também aproveitou medida provisória do
Governo Federal, suspendeu contratos por dois meses e também realizou redução no elenco do técnico Hélio Vieira.

Neste princípio de semana, o presidente aimoresista afirma que esteve nas dependências do Estádio do Cristo Rei para prestação de contas. "Estive lá segunda-feira explicando situação financeira para os presidentes do Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal. Fui atualizar os dois presidentes sobre a situação financeira atual e os cenários para o restante do ano."

Contratos suspensos e reduções

Com a medida provisória que possui o auxílio emergencial, o clube realizou a suspensão de contrato de
dois meses. Sendo assim, os atletas receberam neste mês de maio os valores e também de junho. Após o período, o compromisso voltará a ser do clube Capilé. De acordo com Vieira, as pendências ainda referentes ao mês de março, que ainda estavam faltando, foram sanadas na semana passada. As renovações não contemplaram todos os jogadores. A direção não confirma, mas teriam permanecido com o vínculo 18 atletas, sendo que inicialmente, o elenco contava com cerca de 30. Quem permaneceu, teve também de passar por readequação salarial, que tem percentuais e valores consideravelmente inferiores mas também não revelados.

São José de volta

A exemplo do que a dupla GreNal tem feito, o São José de Porto Alegre puxa a frente das equipes de menor expressão da competição para a retomada dos treinos. O clube, presente na série C do Campeonato Brasileiro, iniciou série de testes físicos sob as coordenadas do preparador físico Rafael Dias, ex-Aimoré e Novo Hamburgo. Na página oficial do Zequinha, todo o protocolo adotado foi explicado. "A retomada será dividida em pequenos grupos de no máximo seis atletas, e na organização do estádio em postos que representarão etapas fundamentais para garantir o trabalho com o máximo de segurança contra o coronavírus." A premissa é semelhante à da dupla GreNal. Atletas chegam com máscaras, já fardados, terá acesso ao campo restrito aos atletas e integrantes da comissão técnica dentre outras precauções.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.