Publicidade
Acompanhe:
Cotidiano | Viver com saúde Viver com Saúde

Tire esse peso do ombros e tenha mais cuidado em tarefas como estender a roupa no varal

Não fazer esforços acima de 90 graus, manter o reforço muscular e até evitar dormir como braço para cima da cabeça são medidas simples que podem prevenir dores e algumas lesões nos membros superiores

Por Adriana Lima
Última atualização: 02.12.2019 às 18:03

Lesão do manguito rotador, nos ombros, pode trazer dor severa Foto: Adobe Stock
Dói só de erguer o braço para pendurar o lençol no varal: a lesão do manguito rotador, grupo muscular que envolve nossos ombros e se mescla com os tendões e a bursas nesta região, é uma das maiores demandas cirúrgicas na área ortopédica quando há ruptura. "Em geral, essa lesão vem de um processo inflamatório. Se não há ruptura, o tratamento é exclusivamente fisioterapêutico. Se há, deve-se avaliar com o cirurgião, pois nem todas as rupturas são indicativas de cirurgia. É preciso então uma análise com exames de imagem - ecografia ou ressonância magnética", destaca o fisioterapeuta Leonardo Kovalew. O manguito rotador é acionado quando o ombro passa da amplitude de 90 graus, ou seja, quando o esforço para o alto sobe nosso braço além da linha articular do ombro, como ao levantar peso.

As queixas nesta parte do corpo, detalha Kovalew, precisam ser bem diagnosticadas, pois muitas vezes são confundidas com dor na região do pescoço. "Muitas vezes o paciente tem uma compressão nervosa, uma contratura muscular na região cervical e essa dor irradia até os dedos. O paciente inadvertidamente passa a imaginar que tem um problema no ombro, não mão ou até no cotovelo", conta.

Além dos cuidados em casa, o especialista dá a dica aos esportistas. "Não iniciar sem um bom aquecimento, cuidado na hora dos arranques com peso e executar o exercício conforme a capacidade de cada um. A dica é realizar as atividades de forma lenta e constante e com evolução gradativa das cargas."

"Agora a dor passou para o outro ombro"

Não, isso não acontece, explica o profissional. "As lesões nos tendões ou de bursa não infeccionam outras partes do corpo, só vão inflamar naquele local por causa de uma lesão mecânica em geral. Haverá uma lesão no outro lado ou contralateral se forçar de uma alguma maneira para compensar o lado dolorido e provocar esta lesão. Então começou a sentir dor, procure ajuda."

Atenção para os cuidados

Leonardo Kovalew, fisioterapeuta Foto: Divulgação
Lesões no ombro podem surgir por origem vascular, degenerativa ou por impacto, entre outras. A prevenção da dor nesta região, porém, é uma só e começa nos bons hábitos em casa. "Digo aos meus pacientes para estender a a roupa em varal de chão, da altura de uma mesa. Outra questão é colocar os potes mais pesados nos locais ou armários mais altos, o que é um erro terrível para os nossos ombros. O pote mais pesado deve ficar em local abaixo da linha dos ombros porque assim não irá forçar esta região", diz Kovalew.

Não é só o esforço para o alto!

Todo excesso de peso pode prejudicar os ombros, mesmo que seja ao se abaixar para pegar algo pesado.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.