VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

Blog Arquibancada

Ciclo fechado entre os juniores do Aimoré, negócios e último jogo-treino dos profissionais

.

Cerca de quatro anos, vice-campeonato no Gauchão, título no sub-19 e duas idas à Copa São Paulo. Esse é o resumido currículo desse ciclo de juniores do Aimoré. Se depender dos atuais investidores, o projeto, infelizmente para o clube Índio, será encerrado, confirmou o atual diretor do grupo, João Batista Souza. Passava por uma negociação com valores importantes a permanência do trabalho nesses moldes. Não apareceu.

Empréstimo

De acordo com Batista, o zagueiro Darlan vai de empréstimo por um ano e meio para o Ceará. A negociação, no entanto, não trará cifras para os investidores ou o clube. Mas ao final do contrato, o Ceará terá prioridade para a compra de 50% do valor do jogador, hoje cerca de R$300 mil. Caso apareça outro interessado, Batista afirma que um percentual tem que ser pago aos cearenses.

Bósnia

Outra possibilidade que poderia viabilizar a manutenção do projeto era a negociação de três atletas da base para a Bósnia. Na hora do embarque, no entanto, a passagem não chegou e nada foi firmado. “Dinheiro não entrou. Conversei com o presidente Paulo Costa, mas o clube não tem interesse em bancar a metade para seguirmos. Queria continuar por pelo menos mais um ano, mas não sei se será possível”, comentou.

Novos interessados

Sobre o assunto, o presidente Paulo Costa foi sucinto. “O clube não tem condições de manter.” De qualquer forma, ainda na tarde desta quarta-feira (22), investidores de Canoas foram no clube para negociar. O intuito é fazerem algo semelhante ao que havia sendo aplicado. “Eles usariam somente os nossos uniformes e o estádio em dia de jogo”, comentou Paulo. Ainda não há a definição, mas a verdade é que a perda dos juniores seria muito prejudicial.

Importância

Emílio, Murilo, Centeno, Filipe, Santóris, Diego Carioca, Leozinho, Cristian, Patric, Brandão, Rossetto e Neto. Nos treinamentos dos profissionais, esses 12 estão integrados. Sem eles, sequer um coletivo poderia ser aplicado. Conversei com o presidente Costa que não enxergou a mesma gravidade que eu. Ele afirma que há a possibilidade de contratações baixas para formulação de grupo. Sem esse amparo, temo pelo futuro.

Às compras

Mas falando em temeridades, retorno à saída do meia Cleiton. O presidente não escondeu a insatisfação pela forma com que o jogador foi embora. Sobre reposição, Paulo afirma que será em cima de alguém que esteja no Gauchão. De qualquer forma, ainda com a adição dos já contratados que estão na elite, penso que o Acesso passa por reforços adicionais. Não dá pra repetir a economia do ano passado que estancou a possibilidade do retorno.

Último amistoso

Antes da estreia no Acesso contra o Inter de Santa Maria, que está marcada para o dia 4 de março, fora de casa, a direção aimoresista quer mais um amistoso. De acordo com o presidente, deve ocorrer nesta sexta-feira (23), no Cristo Rei, contra o Sindicato dos Atletas. Se confirmado, será o último teste.

Lições do Gauchão e perdas no Elenco às vésperas do Acesso

.

No domingo (18), o São Paulo de Rio Grande enfrentou o Internacional pelo Gauchão 2018. A equipe que está ameaçada pelo rebaixamento empatou com o colorado. Quem esteve com a camisa 9 da equipe foi o centroavante aimoresista Brandão. Ainda no primeiro tempo, o jogador chegou a obter vitórias pessoais contra o zagueiro Rodrigo Moledo. Além dele, somente nos titulares, diversos outros ex-Índio Capilé estiveram em campo. O goleiro Nicolas, o lateral Jeferson Falcão, o zagueiro Gulliti, o meia Diogo e também o atacante Janderson. Se levarmos em conta que o técnico da equipe é Claiton dos Santos, que também já esteve no Cristo Rei, podemos quase chamar o São Paulo de Aimoré.

Atenção

Quando eu trago essa situação para a coluna é para trabalhar uma espécie de lição para os gestores do Aimoré. A equipe ainda não entrou em campo pela Divisão de Acesso. Diversos problemas precisam ser resolvidos para que a subida seja viável, mas uma situação já chama atenção. Para disputar a elite, é necessário mais qualidade.

Lição

Por mais óbvio que possa parecer, é absolutamente comum a renovação com altos percentuais de jogadores logo após o Acesso de algum clube do interior do estado. Não que não haja a possibilidade de manter alguma base, mas é importante não cegar perante a uma possível boa campanha. Além de competitividade maior, a elite do campeonato Gaúcho conta com um turno só. É tiro curto e, uma arrancada ruim pode dificultar a vida da equipe no futuro. O vizinho anilado é a maior prova disso. Do título para uma dramática performance e correria atrás de pontos para se manter na primeira divisão.

Derrota importante

Contra o Esportivo, o Aimoré perdeu de virada por 3 a 2. No momento em que o empate e o terceiro gol ocorreram, o time já estava bastante descaracterizado. De qualquer forma, gostei do time em alguns momentos. Contra um time absolutamente retrancado, fator que deve ser recorrente na Divisão de Acesso, a equipe aimoresista demonstrou paciência para rodar a bola e procurar alternativas para perfurar o bloqueio. A situação, no entanto, ofereceu mais oportunidades para erros, dada a dificuldade da penetração. Em alguns instantes, ocasionou algumas reclamações da arquibancada. Normal pela passionalidade da torcida e compreensível pela necessidade de mais jogadas de risco.

O contraponto

Assim como esses fatores foram importantes, também não posso deixar de lembrar que, os gols sofridos, novamente foram decorrentes de falhas aimoresistas. Isso já foi visto diante do Cuiabá e custou, ou melhor, deixou de custar bastante para o clube em um momento em que o controle do jogo era todo do Índio. São acertos que passam pela concentração e pela qualidade.

Perdas que podem custar caro

Eu procuro ser o mais justo e coerente possível em todas as análises. Assim como critico e elogio, dou as devidas ponderações. Nas colunas e matérias, estou sempre relembrando a adição de qualidade de nomes que virão da elite. Ao mesmo tempo que saliento a situação e elogio a manobra da direção para possibilitar isso, não posso deixar de citar um perigo que caminha por outro lado. Brandão cedido para o São Paulo, em empréstimo, estará algumas rodadas de fora. Reforços poderão tardar a se apresentar no Cristo Rei de acordo com a evolução do Gauchão. Agora, com a saída do meia Cleiton, a perda de qualidade, somada à escassez de atletas no grupo, pode contribuir para uma instável largada no Acesso. Com os valores provenientes da Copa do Brasil, todo mundo espera (ou pelo menos esperava) um Aimoré com todas as forças para voltar à elite de uma vez. Com tantas baixas, o sonho pode se afastar de São Leopoldo. Se seguirem confirmados os empréstimos, a necessidade de contratações é muito forte.

Aimoré tem amistoso contra o Esportivo no sábado

.

Um novo teste pré Divisão de Acesso será oferecido ao elenco do Aimoré no sábado (17). Às 17 horas, a equipe recebe o Esportivo, de Bento Gonçalves. De acordo com a direção, terá a cobrança de R$10 por ingresso e também do mesmo valor no estacionamento. Sócios em dia não possuem custo. É mais um importante amistoso. No sábado (10) passado, o time de Arilson Costa venceu o Igrejinha por 1 a 0. Agora, diante do Esportivo, os aimoresistas completarão o terceiro jogo contra possíveis adversários no estadual. É um bom parâmetro, principalmente, para avaliação do elenco.

Futsal crescente

Com a praticamente extinção da Limfa, as competições de futebol de campo estão cada vez mais escassas na região. No momento em que a modalidade parece perder forças, o futsal está numa crescente muito alentadora para os que apreciam o jogo nas quadras. Nesta quinta-feira (15) inicia a Copa Verão São Leopoldo, no Centro de Eventos. Se levarmos em conta que já existe a Liga Leopoldense de Futsal Amador com subdivisões masculinas e, em 2017 com a adição da disputa feminina, creio que podemos nos dar por satisfeitos nesse quesito no âmbito capilé.

Copa dos Campeões

E no tópico acima falei acerca da bola rolando nas quadras leopoldenses. Mas isso sem esquecer da Copa dos Campeões de Esteio. A tradicional disputa, que foi vencida no ano passado pelo Unidos da Campina, é outra com grandes atrativos para a região. Além disso, reúne jogadores que integram grandes times da Liga Gaúcha e Nacional. Já na competição que inicia nesta quinta-feira (15), em São Leopoldo, não serão incluídos times profissionais e haverá o limite de dois atletas federados por equipe. É uma boa forma de dar espaço para amadores e, quem sabe, oferecer espaço para o surgimento de novos jogadores.

Volta aos treinos, empréstimo do centroavante e amistoso contra o Igrejinha

.

Na tarde desta segunda-feira (5), foram retomados os treinamentos aimoresistas com o foco na Divisão de Acesso. No campo da Unisinos, a equipe fez alguns movimentos físicos, depois trabalhos em campo reduzido e, por último, finalizações para alinhar a pontaria. Dentre os atletas dispostos, algumas novidades.

Brandão emprestado

A primeira delas foi a ausência do autor do gol contra o Cuiabá, o centroavante Brandão. De acordo com o presidente Paulo Costa, o 9 Índio foi emprestado ao São Paulo de Rio Grande, que está brigando para não cair. “É uma boa oportunidade e também uma boa vitrine”, disse o presidente, que afirmou ainda que o atleta deve retornar para o Acesso, caso não seja negociado. O avante tem contrato com o clube até o final do ano. Ou seja, eis uma oportunidade de surgir um negócio para o clube em caso de boas atuações por lá.

Pedido do Claiton

E para quem não tem acompanhado a elite do Gauchão, o São Paulo é treinado pelo técnico Claiton dos Santos. O ex-jogador iniciou a carreira como treinador em 2016 no Aimoré e Brandão chegou a ser seu camisa 9. O jovem artilheiro chega com responsabilidade, já que por lá a torcida é muito fanática e pressiona muito.

Reposição

Imediatamente quem foi chamado para os treinamentos foi o atacante Rossetto, dos juniores. Ele foi convocado para suprir a ausência de um homem de área, pelo menos até o retorno de Brandão ou a vinda de Hyantony, que está emprestado ao Avenida. Com isso, o técnico Arilson Costa poderá ter um time diferente para o amistoso de sábado. Diante do Igrejinha, fora de casa, o Aimoré terá mais um teste antes do recesso de domingo e segunda-feira. Na terça-feira, durante o feriado de carnaval, nada de folga.

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS