VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

Blog Arquibancada

Análises aimoresistas e chances de avanço

Equipe Índia empatou com o São Luís, em casa, mas tem plenas condições de avançar na competição.

A necessidade de substituir um dos zagueiros com Digao, impôs uma possibilidade ao técnico Claiton: povoar mais a meia-cancha. Pois assim ele fez. Além disso, a maior surpresa ocorreu com a entrada de Janderson. O jogador tem feito treinos muito bons e adicionou boas opções. Estratégia acertada de um time que entrou para ganhar.

Preocupações

Quando produzi o material chamando a partida dessa segunda-feira (15), salientei as inúmeras possibilidades que Claiton teria. Claro que, todas essas necessárias alternativas criadas, foram devido às dificuldades em compor os onze escolhidos. Com um enxuto grupo, o Aimoré tem entrado em campo com atletas exercendo variadas funções. Pois no início da etapa complementar, Diego Superti sentiu e, poucos minutos depois, foi a vez de Diogo pedir substituição. Dois importantes problemas para a próxima partida.

São Luiz

Os adversários do Aimoré vieram com cartaz. Foram os únicos a vencer o Glória, de Vacaria, um dos times com maior investimento da Divisão de Acesso. No primeiro tempo, os representantes de Ijuí ensaiaram alguns sustos, mas abdicaram da partida, na maior parte do tempo. Claramente vieram para não perder. Fico curioso para ver o comportamento da equipe no jogo de volta. Mesmo sem ter tirado um parecer concreto, carrego a amostra da noite de ontem como uma confirmação para os leopoldenses: o avanço é extremamente viável.

Defesa concisa

Ao mesmo tempo que a produção ofensiva do "desafiante" aimoresista não apareceu, o poderio de marcação foi forte. Diferente das principais informações, o time de Ijuí conta com marcadores de grande qualidade, com destaque para o 3 e 5. Sérios enquanto marcam, demonstraram tranquilidade na distribuição e um interessante esqueleto. Outro fator de destaque no inimigo Índio foi o lateral Xaro, que esteve no Passo afundo durante o Gauchão e, também o habilidoso 10.

Avanço

Mesmo com as qualidades e dificuldades impostas pelas condições estruturais, vejo boas possibilidades no avanço aimoresista. A vitória daria tranquilidade, mas o rápido ataque capilé me entrega confiança no desconto ou até mesmo vitória na volta.

Parabenização ao Noia e olho aimoresista nas quartas da Divisão de Acesso

Noia foi campeão no final de semana e, agora, é a vez do Aimoré buscar a conquista no Acesso.

Antes de falarmos sobre a classificação Índia, não posso deixar passar a oportunidade de parabenizar nosso vizinho Novo Hamburgo. A rivalidade existe, mas um feito de tal relevância não pode ser deixado de lado. A campanha do Noia, que liderou a elite do Gauchão na primeira fase e bateu Grêmio e Internacional é absolutamente incontestável. Já são raros os que conseguem tirar uma “lasca” da dupla, vencer então, ainda mais complicado. Por isso, o treinador Beto Campos, a direção anilada, o trabalho do vice-presidente Everton Cury e as grandes atuações de Preto, Matheus, Juninho e companhia precisam de destaque. Meus mais sinceros e verdadeiros parabéns aos torcedores da equipe hamburguense.

Classificação

Mas voltando para o lado Índio, que está pouquíssimo satisfeito com essa glória do rival, retomo a classificação com auxílio dos adversários. Depois de empatar sem gols com o Inter de Santa Maria, o Aimoré contou com uma virada do Santa Cruz em cima do Guarani de Venâncio Aires e avançou às quartas da Divisão de Acesso.

São Luiz de Ijuí

Pela frente, Claiton dos Santos terá o líder do grupo B, o São Luiz de Ijuí. O primeiro jogo ocorre no domingo, aqui no Estádio Cristo Rei, às 16 horas. Como decide fora de casa, o Aimoré precisa se impor e fazer um bom resultado em casa, fator que pouco ocorreu na competição.

Desempenho

Ainda que o clube tenha estado praticamente em toda a primeira fase entre os quatro, o desempenho na hora das decisões assustou um pouco. A classificação, por muito pouco, não foi perdida. Claro que agora tudo zera, mas o time tem que render muito mais.

Vantagem aimoresista

Desde os primeiros jogos, sempre ressaltei a boa qualidade do time titular, mas não deixei de citar as limitações o grupo. Com a lesão do centroavante Brandão, as opções de frente ficaram ainda mais limitadas. Com os comuns desfalques por lesões ou suspensões, foi complicado manter o padrão e conseguir regularidade nas partidas. A vantagem é que, agora, são duas partidas. No mata-mata, talvez esse problema aimoresista não se sobressaia tanto. É tiro curto e muito rápido.

Futebol é caso de polícia?

Atacante do Sapucaiense foi preso ontem (3) quando estava no banco de reservas na partida contra o Farroupilha .

Não é a primeira vez que o futebol da região vai parar nas páginas policiais. Na semana passada, o Aimoré enfrentou o Pelotas na Boca do Lobo e, injúrias raciais com o massagista Paulo obrigaram o clube Índio a registrar B.O. O fato lamentável ainda foi somado à discussão dos jogadores com a arbitragem, que fora interferida pela Brigada Militar, na oportunidade. Ontem, foi a vez do Sapucaiense integrar um capítulo policial na inusitada situação que interrompeu partida da Segunda Divisão, a Terceirona.

Atacante Marlon

Do banco de reservas, o atacante sapucaiense Marlon foi para a prisão. Com a presença de policiais civis, o atleta foi algemado ainda no gramado do Estádio Arthur Mesquita Dias e, sob recusas, fora conduzido pelo carro policial. O fato geral muita surpresa nos presentes e, por parte do presidente do clube, Chico Christianetti, um profundo lamento.

Bom de relacionamento

Quando conversei com o Chico, ele ressaltou o bom comportamento do atleta que já estaria no clube há algum tempo. Ressaltou indignação e profundo pesar com a atitude que expôs o time de Sapucaia do Sul em âmbito nacional, já que, a notícia rodou o país.

Nota de esclarecimento

Juntamente ao assessor de imprensa Matheus Freitas, o presidente e, também seu filho, o advogado e empresário Filipe Christianetti emitiram uma nota de esclarecimento, retirando o conhecimento da instituição acerca das situações extracampo do atleta Marlon. Conversei informalmente com os três que mostraram preocupação com a incomum abordagem.

Mancha no clube

Os representantes sapucaienses salientaram os esforços para reerguer o clube e a mancha que a abordagem pode desempenhar. Não enxergo culpa no Sapucaiense, mas com toda certeza a situação alerta os times menores que recebem jogadores de todos os lados. Claro que é difícil desvincular, pois a situação de jogo foi descrita nas notícias, mas é algo absolutamente anormal e raro. Sapuca foi vítima.

Aimoré na liderança, contratações e retomada do Sapuca

Aimoré volta a campo no final de semana e pode contar com reforços no elenco.

O Índio Capilé é líder. Esse é um fato há três rodadas. Ainda que existam outros clubes com o mesmo número de pontos, o saldo garante esse troféu simbólico para o clube. O mérito deve ser dado ao técnico Claiton dos Santos, que, mesmo com alguns desfalques, consegue manter certa regularidade. Há ainda oscilações, principalmente na segunda etapa. A dedicação exacerbada contribui para um cansaço, ainda mais quando a equipe atua dentro de casa. Na ida à São Gabriel, no entanto, a dosagem parece ter sido adequada e refletiu num consistente 3 a 1.

Fator centroavante

Um dos atletas que mais tem se esforçado nos jogos é o centroavante Irapuan Jr. Após a lesão de Brandão, que havia arrancado muito bem na Divisão de Acesso, o jogador que veio do Paraná reassumiu a posição, demonstrando muita transpiração, mas pecando na hora das conclusões. Com isso, a desconfiança e falta de outro homem para a posição, acionou a corneta das arquibancadas. Diante do São Gabriel, o homem de área finalmente desencantou ainda na primeira etapa e, depois, marcou mais um para voltar com dois tentos na bagagem.

Contratações

As balançadas de rede do atleta certamente lavaram a alma da comissão e também da direção. Mesmo assim, o clube busca reforços para o decorrer da competição. As principais necessidades, no meu entendimento, seriam o ataque e a articulação. Rafael Pilões era um dos objetivos de Paulo Costa, mas o atleta acertou com o Glória. Com poucos nomes no mercado, os corredores do Cristo Rei me trouxeram algumas informações acerca de tentativas. Uma delas seria o avante Matheus Guerreiro, que está no Itumbiara. Trata-se de um jogador brigador e pode desembarcar no Cristo Rei. Para subir, são necessárias peças pontuais. Em Vacaria, nomes chegaram e, em Pelotas também. Resta aguardar essa semana para projetar o futuro aimoresista.

Prazo encerrando

Quando digo que temos que aguardar essa semana é porque o prazo está estourando. Consultei a Federação Gaúcha de Futebol e, foram passadas as seguintes informações: 13 de abril é o último dia para a inscrição de jogadores na Divisão de Acesso de 2017. Além disso, foram esclarecidas situações acerca de nomes que podem ser incluído nos elencos. São apenas três reforços de primeira divisão por súmula, seja lá o estado do atleta. Ou seja, podem vir mais nomes que tenham atuado na elite, entretanto, apenas três podem atuar por jogo. Quanto ao número de inscritos, não há limite.

Sapucaiense volta a respirar

Na tarde dessa segunda-feira (10), acompanhei a vitória do Sapucaiense sobre o Riograndense. Com o ex-centroavante Alê Menezes na casamata, a equipe venceu de virada por 2 a 1. Os três pontos não foram os únicos fatores a serem comemorados em Sapucaia do Sul. Além de vencer, o time voltou a atuar na cidade, mais propriamente no Estádio Arthur Mesquita Dias. Devido a problemas estruturais, o clube vinha atuando, nos últimos anos, em outras cidades. Além do Cristo Rei, o Sapuca chegou a mandar disputas também no Estádio Passo d'Areia, em Porto Alegre.

Comemorar e centrar

O reencontro duplo e, breve passada de borracha no passado recente de derrotas com goleadas (realidade em 2016), deve sim ser comemorado. Aparentemente, o clube volta a carregar dignidade. Sobre subir para a Divisão de Acesso, ainda não posso grafar. Entretanto, Alê Menezes deixou claro, desde que chegou, que esse é o objetivo.

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS