VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

Blog Arquibancada

Sapucaiense começa ambicioso

.

É tempo de retomada em Sapucaia do Sul. Quem passa pela frente do Estádio Arthur Mesquita Dias vê a calçada reformada, nota os materiais de construção e percebe que há homens trabalhando para revitalizar as dependências do estádio. O olhar curioso da comunidade tem motivo: internamente, uma força-tarefa trabalha para deixar o estádio em condições para a estreia do clube na Segunda Divisão.

Na tarde de ontem, o elenco se apresentou para o início dos trabalhos da pré-temporada, e ouviu palavras ambiciosas do gerente de futebol do clube, Irani Teixeira. A meta é reformar a maior parte dos ambientes, implementar uma academia com ar-condicionado para os atletas, reformar vestiários e alojamento, consertar o alambrado e recuperar o gramado. Muito trabalho para quem estreia na competição em menos de um mês.

Resta saber se as intenções irão além do discurso, para não repetir o vexame que o clube passou na última temporada, que inclui a maior goleada do futebol brasileiro em 2016, na derrota por 13x0 para o Novo Hamburgo, no segundo semestre, pela Copa Caçapava.

Vitória providencial

A vitória por 3x0 sobre o Inter-SM colocou o Aimoré na liderança do Grupo A da Divisão de Acesso. Basta analisar o calendário do Índio para perceber que a vitória era inegociável. No sábado, o Aimoré vai a Santa Cruz enfrentar o forte Avenida, e depois recebe no Cristo Rei o Pelotas, uma das potências da interior, e o Guarani-VA. É uma arrancada difícil, que se tornaria um calvário sem a vitória na estreia. Mais do que confiança, o resultado dá tranquilidade para que o grupo trabalhe e aperfeiçoe o desempenho. De acordo com as projeções de Claiton, o auge técnico e físico só será atingido a partir da quarta rodada.

Muitos gols na primeira rodada do Grupo A

A primeira rodada do Grupo A se encerrou na terça-feira, com a média exata de três gols por partida. O número não deve se manter, já que, historicamente, a média fica na faixa dos 2,3, mas indica o início de um campeonato atraente para os torcedores. Valorizada com a diminuição do número de participantes do Gauchão, a Divisão de Acesso possui mais participantes, envolve mais cidades e é mais longa do que a primeira divisão. De fato, devido ao equilíbrio e à tradição, é fácil encontrar torcedores que dizem preferir disputar o Acesso.

Reservas empatam jogo-treino

Na tarde de terça-feira, os jogadores do Aimoré que não atuaram na estreia disputaram um jogo-treino com os reservas do Cruzeiro-RS no Cristo Rei. O confronto terminou empatado em 1x1: Bruninho marcou o gol do Índio. Essas atividades são importantes para manter o condicionamento físico do grupo de jogadores equilibrado, além de oferecer possibilidades para Claiton. Os atacantes Patric e Irapuan Jr. seguem em tratamento, e devem desfalcar o Índio novamente sábado.

Rádio Índio Capilé comemora audiência

O projeto iniciou com contornos de sonho, mas se torna mais factível a cada dia. No ar há seis meses, a Rádio Índio Capilé, criada por torcedores do Aimoré, alcançou a marca de 1353 ouvintes na estreia do Aimoré pela Divisão de Acesso. Eles acompanharam o Índio na Copa São Paulo de Futebol Jr, e prometem transmitir todos os jogos do Aimoré na Divisão de Acesso. Para acompanhar o trabalho, basta acessar indiocapile.net, ou pesquisar pela rádio nos aplicativos de transmissão para Android e iOS.

Estreia promissora do Aimoré na Divisão de Acesso

No próximo sábado (11) o Índio enfrenta o Avenida, em Santa Cruz..

Por: Daniel Rohr (interino)

Os cerca de 600 torcedores que foram ao Cristo Rei na tarde de domingo (5) saíram do estádio com uma boa impressão. Embora o Aimoré tenha encontrado dificuldades para superar o ferrolho defensivo do Inter-SM na primeira etapa, a equipe de Claiton controlou as ações no meio de campo, valorizou a posse de bola e ditou o ritmo do jogo. A jovem equipe de Santa Maria tem pretensões mais modestas no campeonato, mas a ansiedade da estreia costuma pesar. Com imposição, o Aimoré deixou claro que não sairia de campo sem pontuar. A determinação é um alento para a torcida, que já conhece as dificuldades à espera do clube na Divisão de Acesso.

O valor da análise de desempenho

Na semana passada, o analista de desempenho do Aimoré, Jeferson Ramos, me explicou como atua a equipe de Santa Maria, e detalhou a estratégia que o Aimoré utilizaria para superar o adversário. Jeferson comentou que o time do técnico Vinicius Munhoz tem o hábito de sair jogando com a bola no chão desde o setor defensivo, e o Aimoré, com uma marcação alta, pressionaria a saída de bola para forçar o erro, a fim de roubar a bola já no campo ofensivo. Pois foi justamente o que ocorreu domingo.

Pelo menos quatro oportunidades de gol foram criadas a partir do erro da zaga do Inter-SM. No empate contra o Lajeadense, no último amistoso da pré-temporada, o gol de Brandão também foi originado dessa maneira. Novidade no clube, o trabalho da análise de desempenho será esmiuçado nas páginas do jornal em uma próxima oportunidade.

Insatisfeito, apesar dos gols

Com dois gols, Marco Antônio foi o herói do domingo. Bem posicionado e oportunista, ele abriu o placar para o Aimoré, aos 46 do primeiro tempo, e ampliou, de cabeça, aos 17 da segunda etapa. Na saída de campo, porém, o atacante mostrou insatisfação com o desempenho. “Eu, particularmente, não fiz uma partida que me dê orgulho”, revelou. “Eu me cobro muito mais. Os gols vieram, mas, na questão tática, dentro de campo, deixei um pouco a desejar”, avaliou, mostrando uma auto-crítica impressionante.

Zagueiro em grande fase

Uma das lideranças do elenco, Gullithi vive grande fase. O zagueiro canhoto atua com confiança, domina o setor defensivo e se impõe sobre os atacantes adversários. Ele reúne algumas características difíceis de encontrar em um zagueiro: é alto, canhoto e tem boa técnica para sair jogando. No domingo, ele consagrou sua atuação com o passe para o primeiro gol da partida. Se mantiver esse nível de atuação, tem tudo para ser um dos destaques do time no campeonato.

Excursão para Santa Cruz

A torcida capilé se organiza para apoiar o time na segunda rodada da Divisão de Acesso, no próximo sábado, dia 11, contra o Avenida, em Santa Cruz. Uma excursão partirá do Cristo Rei às 14 horas de sábado, ao custo de R$ 40,00, sem ingresso. Interessados devem entrar em contato com Erick Motta, no telefone (51) 992428824.

Aimoré mobilizado na reta final de preparação para a Divisão de Acesso

Em diferentes frentes, o clube se esforça para estrear com o pé direito.

Por: Daniel Rohr (interino)  

De olho na estreia contra o Inter-SM, domingo, às 16 horas, no Cristo Rei, o Aimoré mobiliza diversos profissionais para que o resultado dentro de campo seja satisfatório. Ontem (1), quem esteve nas dependências do clube pôde verificar uma verdadeira força-tarefa: no campo, Claiton treinou o time titular, e depois comandou o amistoso dos reservas. Fora dele, uma equipe trabalhava na manutenção da arquibancada, enquanto a comissão técnica filmava o jogo-treino nas cabines do pavilhão social. Em diferentes frentes, o clube se esforça para estrear com o pé direito.

Intensidade dos treinos chama a atenção

Claiton tem uma metodologia de treinamento que chama a atenção. Enérgico e participativo, ele cobra empenho dos atletas a todo momento, inclusive nos exercícios em campo reduzido. Com treinos curtos, mas que exigem bastante dos atletas, o trabalho acaba sendo uma novidade até para quem já tem experiência nos gramados do interior gaúcho. “O treino é muito intenso. A gente sai esgotado. Mas o bom é que acostuma para o jogo”, opina Thiago Corrêa. Revelado pelo Inter, o meia tem 33 anos, e acumula passagens pelos Estados Unidos e Portugal.

Viagens exigem atenção da comissão técnica

No amistoso contra o Lajeadense, sábado, o Aimoré sofreu nos minutos iniciais: desatenta, a equipe concedeu duas oportunidades de gol em menos de cinco minutos. Claiton atribuiu essa distração à viagem. “A gente almoçou, subiu no ônibus, desembarcou e fardou. O time levou uns minutos até se soltar, tirar a viagem do corpo”, comentou o treinador. Só que viagens longas serão rotina do Aimoré ao longo das 14 rodadas da primeira fase da Divisão de Acesso.

O Índio precisará visitar localidades distantes, como Santa Maria, Bagé, Pelotas e São Gabriel. Assim, cabe à direção e ao departamento de futebol estabelecer uma logística que atenue os efeitos da viagem. Se serve de consolação para o time e torcida, Panambi, São Luiz e Tupi, cujas sedes ficam mais distantes do que qualquer adversário que o Aimoré enfrentará na primeira fase, foram sorteados no Grupo B.

Prioridade do Inter-SM é não cair

O adversário da estreia tem pretensões modestas para a Divisão de Acesso de 2017. Em 2016, o Inter-SM quase caiu para a Terceira Divisão, com uma campanha irregular. “Era tudo muito desorganizado, foi um ano bem complicado”, conta a colega Maria Angélica Varaschini, repórter da Rádio Imembuí. Com uma das folhas salariais mais baixas do campeonato, apenas R$ 25 mil, de acordo com Maria, o Inter-SM tem um elenco jovem, formado basicamente por jogadores indicados pelo técnico Vinícius Munhoz.

Ao contrário do Aimoré, o clube de Santa Maria não enfrentou equipes de primeira divisão nos amistosos de pré-temporada: mediu forças com Elite, da Terceira Divisão, com um time amador da cidade e com o União Frederiquense, único rival da Divisão de Acesso. Toda estreia tem elementos complicadores, como desentrosamento e ansiedade, mas, se o Aimoré almeja a classificação, começar pontuando em casa contra um rival mais fraco é fundamental.

Aimoré entra na fase final de preparação para a Divisão de Acesso

No sábado (25), às 16 horas, o Aimoré realiza o último amistoso preparatório para a Divisão de Acesso de 2017 .

Por: Daniel Rohr (interino)

No sábado (25), o Aimoré realiza o último amistoso preparatório para a Divisão de Acesso de 2017. Às 16 horas, o Índio enfrenta o Lajeadense na Arena Alviazul, em um teste que promete ser tão equilibrado quanto a partida contra o Esportivo, no sábado passado. Isso porque, a exemplo do clube de Bento Gonçalves, o Lajeadense é uma das equipes mais cotadas para conquistar o acesso.

Claiton está confiante

Na tarde de ontem (22), Claiton realizou um trabalho técnico com o grupo, de olho na partida de sábado e também na estreia, prevista para o dia 06 de março, contra o Inter-SM, no Cristo Rei. Patric e Irapuan Jr. são os únicos desfalques do treinador, que demonstrou confiança na evolução do grupo. “Contra o Esportivo fizemos um excelente jogo, e espero uma atitude parecida da nossa equipe no sábado”, disse.

Lajeadense reformulou o elenco

Rebaixado no ano passado após seis anos na primeira divisão, o Lajeadense reformulou completamente o elenco. A colega jornalista Helena Basegio, do jornal Informativo do Vale, explica que a direção do Alviazul montou um grupo mesclando atletas experientes com jogadores da base. Anderson Ijuí, Diego Torres e Maranhão são alguns dos destaques da equipe, que realizou poucos amistosos em 2017. Pela Copa Cigha, torneio de pré-temporada da região, a equipe do treinador Rodrigo Bandeira, ex-União Frederiquense, venceu os dois confrontos contra o Avenida, mas perdeu o título para o Santa Cruz, em decisão nos pênaltis, após empate no tempo normal.

Candidato a estrela

Ele recebeu em velocidade, não tomou conhecimento de Gio van Bronckhorst e tocou na saída de Valdés. Há onze anos, Gabiru marcava o gol mais importante da história colorada, contra um dos maiores clubes do planeta. Hoje, ele é a aposta da direção do Tupi para a Divisão de Acesso. Só que a história não entra em campo. Gabiru já tem 39 anos, e não apresenta um desempenho consistente há várias temporadas. Em 2013, chegou a jogar por clubes amadores do Paraná. Mais do que um reforço para o grupo de jogadores, a contratação parece fazer parte da estratégia de marketing do clube de Crissiumal, a menor cidade com representante na Divisão de Acesso em 2017.

Confraria Índio Capilé acontece hoje

Está marcada para as 20 horas desta quinta-feira (23), no Restaurante Passoquinha, a primeira edição da Confraria Índio Capilé em 2017. Além de permitir a integração entre diretoria, conselho e torcedores, o evento marcará o lançamento oficial do uniforme do Índio para a temporada de 2017. Faísca e Brandão prestigiarão o encontro em nome do grupo de jogadores. O mini-espeto custa R$ 28,00.

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS