VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

XYZ

Morto há 7 anos, metaleiro Dio fará tour como holograma

Tour está sendo organizada pela viúva de Dio e trará performances de momentos diferentes, com instrumentistas acompanhando ao vivo .

Wikimedia Commons
O roqueiro Ronnie James Dio, que morreu em 2010
A história parece saída de alguma letra de heavy metal. Lenda do rock morreu há sete anos, mas seus acólitos a trazem de volta. Mesmo morto, o cara vai sair em tour.

É o que vai rolar com Ronnie James Dio, ex-vocalista do Rainbow e Black Sabbath. Dio morreu em 2010, mas sua viúva e alguns parceiros estão preparando uma nova tour do astro – como holograma. 

A ideia é pegar performances de Dio gravadas em vídeo ou celuloide, tratá-las com fundo preto e usar a mesma técnica que é empregada para palestras de telepresença: projetar a imagem em um suporte no centro de um palco escuro. O show organizado desta forma seria acompanhado por instrumentistas, escolhidos entre a banda que acompanhava Dio. Serão várias músicas e o set list, em princípio, vai mudar de um show para o outro, para reforçar a aura de organização ao vivo.

Cartaz promocional da turnê Dio Returns, que trará o artista em hologramaO projeto vai começar pela Europa em dezembro e passará pela Austrália, Estados Unidos e, inclusive, América do Sul, Brasil incluído.

Transformers: o Último Cavaleiro não faz sentido. Mas e daí?

Quinta aventura dos robôs na telona tem 150 minutos de ação, explosões e efeitos.

Divulgação
Cena de Transformers: O Último Cavaleiro
Tem críticos falando que O Último Cavaleiro, o quinto filme dos Transformers, é confuso, barulhento e não faz qualquer sentido. Mas o sujeito que fala uma coisa dessas está claramente deixando de perceber todo o objetivo de você assistir a um filme de duas horas e meia sobre robôs alienígenas gigantes pesadamente armados capazes de se transformar em carros esporte.

Nesta quinta aventura, o líder dos Autobots, Optimus Prime, volta às ruínas de seu mundo, Cybertron, e conhece sua criadora, uma espécie de rainha dos Transformers, que tem um plano de jogar o planeta contra a Terra e sugar sua energia. Mas para fazer isso, ela precisa de um cetro poderoso, que robôs renegados deram para os humanos no tempo do Rei Arthur, e faz uma lavagem cerebral em Optimus, que vira um sujeito do mal.

Enquanto isso, na Terra, um grupo liderado por Cade Yeager (Mark Wahlberg) tenta salvar os Autobots de uma chacina promovida pelo exército e por uma milícia radical. Esse cara nem sabe, mas é o Último Cavaleiro, um campeão escolhido para personificar os ideais da Távola Redonda (que, na verdade, incluía robôs do bem), com o auxílio de uma descendente de Merlin que tem doutorado, botox e silicone (Laura Haddock). Eles terão a ajuda de um nobre inglês que protege o segredo do cetro (Anthony Hopkins), ajudado por vários robôs exóticos.

Como você vê, é uma história cativante. Muitos atores e personagens dos quatro filmes anteriores fazem pontas, incluindo John Turturro, agora exilado em Cuba, onde se escondem robôs, e Stanley Tucci, em ponta como Merlin. Vários dos Autobots e Decepticons estão de volta, com destaque para aquele do Camaro amarelo, Bumblebee.

Aqui e ali, tem o diretor Michael Bay fazendo graça com o próprio estilo dramático de narrar. Mas, basicamente, são 150 minutos de ação, efeitos e explosões. Se você cansar, é porque o filme não era para a sua faixa etária. Pense em Velozes & Furiosos, com robôs e Wahlberg no lugar de Vin Diesel. Decida qual seria pior.

Livraria Cultura anuncia compra da Fnac no Brasil

Valores não foram divulgados, mas ideia seria criar sinergia entre as lojas.

Agência Brasil
Valor do negócio entre livrarias não foi divulgado
A Livraria Cultura anunciou nesta terça-feira (19/7) que comprou a rede brasileira da Fnac, livraria francesa presente em sete Estados brasileiros, com um total de 12 lojas. A Cultura possui 18 lojas. Ambas as marcas têm lojas no Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.

Os valores não foram divulgados. A Cultura informou que adquiriu a totalidade das operações. "A união entre os dois grupos criará valores e sinergias, compartilhando culturas similares e o comprometimento com a promoção da cultura no Brasil", disse nota divulgada pela empresa.

A Fnac havia anunciado no início do ano que estava estudando a reestruturação de suas operações no Brasil. A rede não vinha tendo o mesmo desempenho no País das unidades internacionais.

A polêmica do novo Doctor Who

Anúncio de primeira atriz a assumir o papel do herói do seriado de tevê inglês motivou polêmica.

Divulgação
Jodie Whittaker, na primeira imagem oficial da BBC para o Doctor Who
O XYZ postou que pela primeira vez uma mulher assumirá o papel de Doctor Who, o herói do longevo seriado inglês de ficção científica. Agora, aconteceu uma história curiosa. Embora o anúncio da atriz Jodie Whittaker tenha sido bem recebido pelos fãs, também houve alguns haters na Internet. A gritaria dos machistas foi tanta que até o dicionário se manifestou. Uma postagem bem-humorada no Twitter oficial do Merriam-Webster, o mais popular dicionário de língua inglesa, informou que "Doctor" não tem gênero em inglês. Ou seja, Doctor Who pode ser homem ou mulher.

Aproveite e confira abaixo todos que assumiram o papel nesta série da BBC.

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS